Mergulhadores fazem varredura na área do acidente no rio Amazonas, em Óbidos, navio que provocou o choque

O navio cargueiro Mercosul Santos que colidiu com o comboio de balsas da Bertolini

Desde às 6 horas de hoje, uma equipe de mergulhadores do Corpo de Bombeiros formada por militares de Belém e de Santarém iniciaram a varredura na área do acidente envolvendo duas embarcações no rio Amazonas, município de Óbidos.

O objetivo é localizar o rebocador de balsa da empresa Bertolini Transportes, que estaria a uma profundidade de cerca de 60 metros.

O acidente ocorreu na madrugada da última quarta-feira, 2, quando um navio Mercosul Santos, que  subia o rio Amazonas com destino a Manaus, bateu no rebocador, em sentido contrário, que deslocava 9 balsas graneleiras da empresa Bertolini Transportes, que foram para o fundo.

Duas pessoas conseguiram se salvar; outras 9 continuam desaparecidas. Todas estavam no rebocador.

A suspeita é que os corpos possam estar presos nos compartimentos do rebocador, pois a informação da empresa é de que estavam dormindo no momento da colisão.

A operação conta com o auxílio de uma corda de 300 metros, a qual será conectada a dois barcos.

LOCAL EXATO

Assim que o engate da corda for realizado, iniciam-se os mergulhos, respeitando os limites técnicos de profundidade e com o objetivo de se confirmar a localização.

Caso nada seja encontrado, os mergulhadores retornam à superfície e continua-se a varredura. Isso será mantido até que seja encontrado o local exato do rebocador.

No âmbito da Polícia Civil, o diretor do Grupamento Fluvial da Secretaria de Estado de Segurança Pública e Defesa, delegado Dilermando Dantas, já iniciou o trabalho de investigação, juntamente com um grupo de policiais da Delegacia de Óbidos.

De acordo com Dantas, a polícia começou a ouvir envolvidos no acidente, caso dos tripulantes do navio Mercosul Santos, que chocou-se com o rebocador.

Com informações da Agência Pará

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

2 Comentários em: Mergulhadores fazem varredura na área do acidente no rio Amazonas, em Óbidos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *