Academia de Letras Jurídica do Pará dá posse pela 1ª vez a um juiz de primeiro grau , Océlio Morais, juiz do trabalho
Océlio Morais nasceu em Monte Alegre, oeste do Pará

Juiz federal do trabalho e professor pós-doutor, Océlio de Jesus Morais foi empossado na cadeira nº 18 da Academia Paraense de Letras Jurídicas (APLJ), em substituição ao acadêmico Láercio Franco, falecido no primeiro semestre deste ano.

O montealegrense se torna, assim, o 1º juiz de primeiro grau da Justiça do Trabalho da 8ª região (Pará e Amapá) a integrara uma academia de letras nos 2 estados.

Aliás, há uma curiosidade na carreira do magistrado:

— Foi aprovado em 1º lugar no concurso de provas e títulos ao cargo de juiz substituto;
— Foi o 1º juiz da Justiça do Trabalho no Brasil a obter doutorado na temática previdenciária na PUC/SP;
— E também, como juiz de primeiro grau do TRT8, foi o 1º  a obter o pós-doutorado pelo IGC da Faculdade de Direito de Coimbra (Portugal).

HINO DA APLJ

Na posse, ocorrida no último dia 18 e dirigida pelo presidente da APLJ, Antônio Joé Mattos, foi apresentado pela primeira vez e também oficializado – portanto, fato que entra para a história da academia – o hino da APLJ, com letra do acadêmico Célio Simões e música de Vicente José Malheiros da Fonseca, compositor e desembargador do trabalho.

O novo imortal da APLJ possui relevante produção jurídica, sendo professor do programa de mestrado em direitos fundamentais da Universidade da Amazônia.  Océlio Morais foi juiz titular da então Vara Unica do Trabalho em Santarém de 2002 a 2005.

Foi seminarista, tendo estudado no Seminário São Pio Décimo e no Colégio Dom Amando.

Leia também:
Océlio Morais: de colono em Monte Alegre à imortal da Academia de Letras Jurídicas

  • 70
    Shares

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Um comentário em: Academia de Letras Jurídica do Pará dá posse pela 1ª vez a um juiz de primeiro grau

  • Tive a honra de assistir a solenidade de posse. Foi emocionante. Desde a narrativa da história de vida do Dr. Océlio, sua trajetória na vida acadêmica até a conquista da cadeira da Academia de Letras Jurídicas. Merecida a diplomação do agora “imortal”. Que Deus continue a iluminar seus caminhos no mundo jurídico.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *