Orquestra de jovens
A Orquestra Maré do Amanhã esteve em Porto Trombetas, Oriximiná

A orla de Santarém, no oeste do Pará, será palco de uma apresentação inédita de arte instrumental que contará com 10 músicos da Orquestra Maré do Amanhã, do Complexo da Maré, do Rio de Janeiro (RJ), e participação da Orquestra Filarmônica de Santarém.

A apresentação será às proximidades do letreiro “Eu Amo Santarém”, nesta segunda-feira (26), a partir das 19h.

 

O evento tem apoio da Prefeitura de Santarém. O secretário municipal de Cultura, Luís Alberto Figueira, destacou a satisfação de receber o evento.

“A Orquestra Maré do Amanhã é conhecida nacionalmente e com abrangência em apresentações no exterior. É uma grata satisfação recebê-los em nossa cidade, e poder fazer uma integração de talentos e saberes com os músicos da nossa Orquestra Filarmônica. O público poderá usufruir dessa altíssima exibição cultural”, disse.

“Não perderíamos a chance de nos apresentar em Santarém, uma cidade destaque pelas belezas naturais, do povo e das artes. Lançamos a ideia ao secretário Pixica, que imediatamente atendeu a proposta. Ele sugeriu o espaço aberto, e aguardamos sermos brindados pelo belíssimo por do sol na orla”, frisa o maestro Eduardo Prazeres.

“Podermos partilhar desta alegria com música, junto aos músicos da Orquestra de Santarém e o público santareno é maravilhoso”.

 

A Orquestra Maré do Amanhã não é apenas um projeto social, mas oferece oportunidade de mudança de vida para seus alunos, preparando-os para o mercado de trabalho, enquanto evita que sejam arregimentados pelo tráfico de drogas.

Atualmente é formada por 40 integrantes, na faixa etária de 13 e 21 anos, todos moradores do Complexo da Maré. A apresentação conta com o maestro Felipe Kochem.

Com informações da Prefeitura de Santarém

— LEIA também: Edital do Çairé: a banana está comendo o macaco. Por Paulo Cidmil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *