... e ninguém vai preso no país das tragédias! Por Helvecio Santos, barragem Brumadinho
Tragédia causada pela Vale em Brumadinho, MG

por Helvecio Santos (*)

Ainda não nos refizemos das feridas do crime ambiental cometido pela Vale do Rio Doce em Brumadinho, Minas Gerais, com mortos contados às centenas, e já outro desastre se apresenta.

Helvecio Santos

O Brasil é o país dos desastres feitos e pior todos previsíveis ou pelo menos possíveis, mas a ganância financeira fala mais alto. Não temos furacão, não temos tsunami, não temos terremoto, não temos maremoto, mas temos empresários e dirigentes irresponsáveis e políticos corruptos e isso dá a mistura ideal para as tragédias.

O povo chora, apresenta-se como voluntário, faz campanha de doação de alimentos e itens de primeira necessidade, mas fica a certeza de que logo mais estará acontecendo em outro lugar.

As autoridades dão entrevistas. Rápido aparecem as retroescavadeiras, tratores, botes infláveis e helicópteros, em “tempos de paz” desaparecidos.

Os políticos sobrevoam as áreas atingidas com vistosos e reluzentes coletes e capacete de salvamento, falam, falam, falam, e depois desaparecem em busca de bons restaurantes e vinhos caros.

As televisões deslocam equipes para o local, fazem programas especiais sobre a tragédia, e ao invés de colocarem seus meios à disposição do resgate, colocam seus helicópteros para buscarem a foto mais impactante. Às vezes até mesmo atrapalhando o pessoal do resgate e acham que estão certos, pois é seu trabalho.

Notem, o importante não é a notícia. O importante é o choque surreal das notícias mais sofridas e sangrentas.    

E a coisa se repete de norte a sul e ninguém vai preso.

Boite Kiss no Rio Grande do Sul; Crime Ambiental da Samarco em Mariana; Crime Ambiental da Vale em Brumadinho; Viaduto que caiu em Brasília; lancha que afunda no Rio Amazonas; Ciclovia Tim Maia no Rio de Janeiro que desaba e mata; avião da Lamia que dizima o time da Chapecoense; meninos do Ninho do Urubu, tido pela diretoria do Flamengo como centro de excelência esportiva, mortos no incêndio do containner onde residiam(?).

Isso são só os mais impactantes. O Brasil é uma fábrica de mal feitos que terminam em crimes e pior, ninguém vai preso.

São tomadas de depoimentos, inquéritos que nunca terminam, constituição de comissões que sabemos, isto acontece quando querem enrolar, e nunca se chega a lugar nenhum. O povo é o único prejudicado. Para ele resta chorar seus mortos, chorar seus bens perdidos, chorar sua história apagada.

Como a máquina precisa girar, logo virá o Carnaval e os governantes investirão nas globelezas da vida, na chocante nudez nas passarelas engalanadas, nas “pipocas”dos trios elétricos, nos blocos da preta e das bolas pretas, a grana que seria para os hospitais, para as escolas, para as estradas, contanto que o povo seja “anestesiado”e os desastres sejam logo esquecidos.

Afinal, a máquina precisa girar…..e ninguém vai preso! Como dizia o personagem, “O povo que se exploda!”.

— * É advogado e economista santareno. Reside no Rio de Janeiro, de onde escreve regularmente para este blog.

Leia também de Helvecio Santos:
Meninos, eu vi! São Raimundo, 75 anos

  • 4
    Shares

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Um comentário em: … e ninguém vai preso no país das tragédias! Por Helvecio Santos

  • **O Brasil é uma fábrica de mal feitos que terminam em crimes e pior, ninguém vai preso.** dissestes tudo Sr.Helvecio…a maior tragédia de TODAS foi a posse desse presidente louco cercado de militares vencidos em 01/01/2019.. Pode apostar!!!!FUTURO TRISTE DO POVO!!!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *