Blog do Jeso


Rurópolis

Família de mulher assassinada em Rurópolis não acredita em crime político

Leila Ximendes foi morta a golpes de faca na véspera da eleição de outubro. Era sindicalista

Família de mulher assassinada em Rurópolis não acredita em crime político, foto de Andresa Fernandes e esposo - assassinato em RurópolisAndresa e o marido Esdro com foto de Leila na camisa: crime impune

Familiares de Leila Ximendes, 29 anos, assassinada a golpes de faca há 90 dias na cidade de Rurópolis, oeste do Pará, não acreditam que a sindicalista do STTR (Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Ruais) tenha sido vítima de crime político.

Para Andresa Fernandes, cunhada de Leila, no início a família chegou a acreditar nessa possibilidade. Mas hoje descarta essa linha de investigação.

“Embora ela fosse do sindicato e estava apoiando o partido adversário [PMDB], Leila não era alvo direto. Ela não era candidata, apenas apoiava [Taká Padilha, o novo prefeito de Rurópolis]”, disse Andresa em entrevista exclusiva ao Blog do Jeso.

Agente comunitária de saúde, Andresa Fernandes é quem está a frente do caso como representante da família da jovem assassinada na véspera da eleição do ano passado.

Blog do Jeso – A polícia tem mantido os familiares de Leila informados sobre as investigações que estão em curso sobre o caso?

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Servidor da Justiça Eleitoral é preso em Rurópolis por corrupção passiva

Valmir José Júnior negociava parecer favorável à aprovação de contas de candidatos a prefeito e vereador

Servidor da Justiça Eleitoral é preso em Rurópolis por corrupção passiva

A Justiça acolheu a representação do MP (Ministério Público) do Pará e decretou a prisão temporária do servidor Valmir José de Oliveira Vale Junior que trabalha na Justiça Eleitoral em Rurópolis, pelos crimes de prevaricação e corrupção passiva.

O pedido de prisão foi feito pelo promotor de justiça Bruno Freitas.

Leia também – Ministério Público pede suspensão do concurso da Prefeitura de Juruti.

De acordo com denúncia anônima ao MP, Valmir Júnior estaria em negociação para dar parecer favorável à aprovação de contas de uma candidata eleita à prefeita, entrando em contato por telefone, retardando ato de ofício enquanto negociava valores.

“Segundo a investigação, o servidor cobrou o valor de 11 mil reais da advogada Edmária Oliveira Correia, para realizar e assinar parecer favorável à aprovação de contas da prefeita”, conta o promotor Bruno Freitas.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

60 dias depois, assassinato de sindicalista em Rurópolis ainda desafia a polícia

60 dias depois, assassinato de sindicalista em Rurópolis ainda desafia a polícia, assassinato em RuropolisAmigos e familiares de Leila no seu túmulo, clamando por justiça

O assassinato de uma sindicalista, à facadas, completou 2 meses sem que a polícia tenha até agora elucidado o crime ocorrido em Rurópolis.

Leila Ximendes, 29 anos e morta na véspera da eleição deste ano, era filiada ao PT e integrante da coordenação da campanha do prefeito eleito do município Taká Padilha (PMDB).

Há indícios de conotação política no crime.

Nada da jovem foi roubado depois que lhe foi desferido as facadas, quando à noite ela retornava para casa na sua motocicleta. O que afasta da hipótese de latrocínio.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Prefeito de Rurópolis é denunciado pelo MPF na Justiça Federal por corrupção

É primeiro processo contra o tucano, derrotado neste ano na sua tentativa de reeleição, na esfera federal

Pablo Genuíno, prefeito de Rurópolis

O MPF (Ministério Público Federal) ajuizou ação civil pública, por corrupção (improbidade administrativa ), contra o prefeito Pablo Genuíno (PSDB – foto), de Rurópolis, no oeste do Pará. É primeiro processo contra o tucano na esfera federal.

A acusação contra Pablo é de suposto desvio de recursos públicos federais, através de compra de combustíveis, graxas e lubrificantes muito além da  capacidade de consumo da pequena frota de veículos  do município.

Leia também:
Foto do dia. Justiça ordena a transição em Rurópolis.

O caso foi denunciado pelo site Gazeta de Santarém em março de 2013.

Também são acusados de participação no esquema fraudulento Adilson da Silva, secretário de Educação, Jucilene dos Santos Soares, ex-secretária de Saúde, e a empresa Auto Posto São João.

Intimação do FNDE

O MPF pediu para Justiça a decretação da indisponibilidade dos bens de todos os acusados. O juiz Érico Pinheiro, da 2ª Vara Federal, em decisão ontem, 23, indeferiu o pedido.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Prefeito eleito de Rurópolis, Taká Padilha define equipe de secretários

A vice-prefeita eleita, Marlene Ficks, comandará a Secretaria Municipal de Meio Ambiente

Prefeito eleito de Rurópolis define secretariado só com nomes do município, Prefeito e secretários de RurópolisTaká, ao centro, e seus secretários Denival, Patrícia, Mansuete, Marlene, Mariano e Fernanda

Prefeito eleito de Rurópolis com quase 60% dos votos válidos, Taká Padilha (PMDB) definiu os nomes do primeiro escalão de seu governo, que inicia no dia 1º de janeiro e 2017.

Serão 9 secretários, entre os quais a vice-prefeita eleita, Marlene Ficks (PRB), que assumirá a pasta de Meio Ambiente (Semma).

Leia também:
Mais de 20% das candidatas à Câmara de Rurópolis tiveram zero voto.
Infarto mata assessor jurídico do prefeito eleito de Rurópolis.

O atual presidente do PMDB em Rurópolis, Denival Aleixo, ocupará a Chefia de Gabinete do novo prefeito. Todos os secretários são de Rurópolis.

Os novos secretários

Agricultura – Luiz Medeiros
Quem é? Vereador filiado ao PMDB e produtor rural.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os 10 maiores rebanhos bovinos da região, segundo a Sefa

Novo Progresso lidera, com mais de 560 mil cabeças de gado. Mas houve uma ligeira queda em relação a 2014

Os 10 maiores rebanhos bovinos da região, segundo a Sefa, bovino, febre aftosa, vacinação

Com dados atualizados neste ano, e referentes a 2015, confira o ranking dos 10 maiores rebanhos na área de jurisdição da Sefa (Secretaria de Estado de Finanças) em Santarém, que abrange 20 municípios.

Na maior parte desses 20 municípios, houve queda no número de cabeças de gado.

Leia também – Voto mais caro entre os eleitos do município de Trairão foi de R$ 21,39.

Em Placas, foi registrado o maior crescimento anual do rebanho bovino.

1º – Novo Progresso
Rebanho em 2015: 567.077
Rebanho em 2014: 590.273
Crescimento: – 3,2%

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Assassinato de sindicalista completa 1 mês; crime ainda não foi elucidado

Leila Ximendes, 29 anos, foi morta a facadas na véspera da eleição em Rurópolis. Ela era filiada ao PT

Assassinato de sindicalista completa 1 mês; crime ainda não foi elucidado, assassinato em RurópolisAmigos e familiares estiveram ontem na sepultura de Leila cobrando o esclarecimento do crime

Passaram-se 30 dias que a sindicalista Leila Ximendes, 29 anos, foi assassinada a caminho de sua residencia, no bairro do Leitoso, em Rurópolis, e até agora a polícia não conseguiu esclarecer o crime.

Ontem, 2, familiares e amigos da jovem voltaram a protestar contra a impunidade do bárbaro homicídio.

Leia também – Mais de 20% das candidatas à Câmara de Rurópolis tiveram zero voto.

Os manifestantes fizeram caminhada de 5km, com saída do bairro do Leitoso até o cemitério da cidade, com faixas, cobrando a elucidação do assassinato.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Mais de 20% das candidatas à Câmara de Rurópolis tiveram zero voto

Suspeita-se de candidaturas fictícias, apenas para cumprir a cota de gênero de 30% exigida por lei

Mais de 20% das candidatas à Câmara de Rurópolis tiveram zero votoFórum de Rurópolis, de onde a Justiça Eleitoral comandou a eleição deste ano

Mais de 20% das mulheres que disputaram as 13 vagas para a Câmara de Vereadores de Rurópolis, no oeste do Pará, não obtiveram nenhum voto na eleição deste ano.

Há fortes suspeitas que sejam candidatas “fantasmas” – aquelas que emprestam o nome apenas para que partidos cumpram a lei, criada em 2009, que os obriga a destinar 30% das vagas para mulheres em eleições proporcionais.

Leia também – Infarto mata assessor jurídico do prefeito eleito de Rurópolis

Essa prática, se comprovada, é considerada fraude eleitoral.

A cota de gênero foi criada para estimular a participação feminina na política.

Das 39 mulheres de Rurópolis, com registro homologado pela Justiça Eleitoral, 9 não receberam qualquer voto, nem o delas mesmo – o que representa 23% do total das participantes do pleito.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Infarto mata assessor jurídico do prefeito eleito de Rurópolis

André Mota trabalhou na campanha do prefeito eleito Joselino Padilha, o Taká, do PMDB

Infarto mata assessor jurídico do prefeito eleito de Rurópolis, foto de André Mota, advogadoAndré Mota era santareno e tinha 46 anos

Vítima de infarto fulminante, enquanto dormia, morreu o advogado André Luiz Correa Mota, 46 anos. Ele trabalhava nos últimos meses na assessoria jurídica do prefeito eleito de Rurópolis, Joselino Padilha, o Taká, do PMDB.

O ataque cardíaco ocorreu provavelmente na madrugada de ontem, 31.

Leia também – Giro pelo Pará. Indígenas bloqueiam a Transamazônica e a BR-222.

André Mota estava em sua residência em Santarém.

Santareno, era filho de Antonio Jorge e Ruth Correa Mota. Solteiro, deixa órfã uma filha, a advogada Aliel Caroline.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Pesquisa da CNT avalia como regular a pavimentação e sinalização da BR-163

Pela primeira vez a Santarém-Cuiabá foi avaliada pela pesquisa da Confederação Nacional do Transporte

Pesquisa da CNT avalia como regular as condições de tráfego da BR-163, BR-163 - Perto de RurópolisTrecho da BR-163 próximo ao município de Rurópolis, um dos piores trechos da BR-163. Foto – CNT

68,5% (2.406 km) das rodovias do Pará apresentam algum tipo de deficiência e, por isso, são consideradas regulares, ruins ou péssimas. A informação é da 20ª Pesquisa CNT de Rodovias, da Confederação Nacional do Transporte.

O restante da extensão pesquisada no estado (31,5% – 1.104 km) é considerado ótimo ou bom.

Leia também – Rio Tapajós seca, praias aparecem e ataques de arraias aumentam.

O levantamento da CNT avalia o estado geral da malha rodoviária pavimentada de todo o país, considerando pavimento, sinalização e geometria da via. A pesquisa avaliou 3.510 km no estado.

Neste ano, pela primeira vez, foi avaliado o trajeto entre Cuiabá e Santarém, pela BR-163.

Os 2.110 quilômetros analisados da BR-163 têm classificação regular. Ao todo, foram avaliados 1.108 km no Mato Grosso e 1.002 km no Pará.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Videos
Canal direto
Canal Diteto
Twitter


Colunistas
Sites e blogs
Publicidade