Blog do Jeso

Memória

Elegia para Dica Frazão

por Vicente José Malheiros da Fonseca (*)

 

Elegia para Dica Frazão

Vicente Fonseca

Raimunda Rodrigues Frazão, mais conhecida como Dica Frazão, nasceu em Capanema, Estado do Pará, em 20 de setembro de 1920.

Com 22 anos de idade, já casada, mudou-se para Santarém (PA), onde faleceu em 19 de maio de 2017, com 96 anos.

Filha mais velha de um agricultor e de uma dona-de-casa, D. Dica estudou até a 4ª série do curso primário e ficou órfã de mãe aos 12 anos de idade.

Dois anos depois, seu pai saiu de casa dizendo que voltaria em três dias e sumiu. Dica assumiu a criação dos sete irmãos mais novos.

Chefe de família, ainda adolescente, trabalhava na roça e, à noite, costurava. Reencontrou o pai (Manoel Franklin), após 39 anos, doente, num garimpo distante e cuidou dele depois de criar os seus irmãos mais jovens e filhos.

Em Santarém, a fama da modista se consolidou.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Morre, aos 96 anos, a artesã ícone do Pará: Dica Frazão

A artesã e estilista Dica Frazão chegou a Santarém aos 22 anos. Nasceu na cidade de Capanema

Morre, aos 96 anos, a artesã ícone do Pará: Dica Frazão, Dica Frazão, artesãDica Frazão nasceu na cidade de Capanema e reside em Santarém desde 1943

 
Morreu hoje, 19, a artesã, modista e estilista paraense residente em Santarém Dica Frazão.

Ele estava com 96 anos.

Seu corpo será velado na igreja da matriz de N. S. da Conceição, em Santarém, onde ela chegou aos 22 anos e iniciou a sua obra artística.

Raimunda Rodrigues Frazão estava hospitalizada há dias. 

O enterro dela está previsto para amanhã, no cemitério N. S. dos Mártires.
 
RAINHA DA BÉLGICA
 
Dica Frazão morava em um casarão na rua Floriano Peixoto, no centro da cidade, que virou ponto turísticos e foi transformado em museu particular em 1999.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Clássico Rai-Fran completa 73 anos; os dois times vivem fases opostas no Paraense

O São Raimundo joga hoje o 2º jogo da semifinal do Paraense; São Francisco foi rebaixado para 2ª divisão

Clássico Rai-Fran completa 73 anos; os dois times vivem fases opostas , São Raimundo, time de SantarémJogadores do Pantera entram no Colosso o Tapajós. O time vive ótima fase do Paraense

 
O clássico Rai-Fran (São Raimundo versus São Francisco) completa neste sábado 73 anos de existência.

Trata-se de um dos maiores confrontos futebolísticos do Pará.

O primeiro jogo entre os rivais santarenos, também conhecidos como Pantera e Leão, respectivamente, ocorreu no ia 22 de abril de 1944, com goleada azulina, 5 a 3.

O jogo foi realizado no “O Poeirão”, campo onde está localizado hoje o Colégio Batista Sóstenes Pereira de Barros, na avenida Mendonça Furtado.
 
REBAIXAMENTO
 
Neste 2017, os dois clubes vivem momentos bem distintos.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Cinzas de palhaço ecologista morto em dezembro serão jogadas no Tapajós

Cinzas de palhaço ecologista morto em dezembro serão jogadas no Tapajós, Magnólio, palhaço ecologista morto em 2016Magnólio morreu em dezembro de 2016

 

por Fábio Pena (*)

Familiares, amigos e admiradores do artista, advogado e educador social Paulo Roberto Sposito de Oliveira, mais conhecido como palhaço Magnólio e que faleceu em dezembro de 2016, se reúnem no sábado, 15, em Santarém para uma homenagem especial.

No encontro das águas dos rios em que ele sempre navegou, levando educação, saúde e alegria para as comunidades e movimentos sociais, serão jogadas parte de suas cinzas, num até logo que pessoas queridas preparam para o iluminado mestre da alegria que ele sempre foi.

Veja abaixo a programação.

Paulo Roberto de Oliveira, nascido em São Paulo, se formou advogado, assistente social, professor de educação física e mestre em educação ambiental.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Órgão ambiental do PA é batizado com nome de Gabriel Guerreiro

O Centro Integrado de Monitoramento Ambiental, Cimam, foi inaugurado ontem, 31, em Belém

Órgão ambiental do PA é batizado com nome de Gabriel GuerreiroSimão Jatene e Sarney Filho participaram da inauguração ontem do Cimam

 
Leva o nome do geólogo oriximinaense Gabriel Guerreiro, ex-deputado estadual e federal, o Centro Integrado de Monitoramento Ambiental (Cimam), inaugurado ontem, 31, em Belém pelo governador Simão Jatene.

Guerreiro morreu em janeiro de 2014, aos 72 anos, vítima de infarto.

Leia também
Deputado do PA assume vice-presidência da Comissão de Minas e Energia da Câmara

O objetivo do Cimam é fazer coleta de dados e produção de conhecimento sobre os fatores que geram impacto no meio ambiente.

O ministro do Meio Ambiente, Sarney Filho, participou da inauguração do empreendimento público.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Árbitro mito do futebol santareno, Arara será sepultado hoje; morreu aos 87 anos

Árbitro mito do futebol santareno, Arara será sepultado hoje; morreu aos 87 anos, Ismaelino Castro, o AraraArara conduziu a tocha olímpica no ano passado em Santarém – Foto: Tiago Carvalho

 
Será sepultado logo mais às 17 horas, no cemitério São João Batista, em Santarém, Ismaelino Castro, o Arara, que faleceu ontem, 26, em sua residência na avenida Presidente Vargas, próximo à Turiano Meira.

Arara lutava contra um câncer na próstata. Estava com 87 anos.

Leia também
Morre Djalma Lima, um dos grandes nomes do esporte santareno

Ele teve atuação destacada no futebol santareno nas décadas de 1970 e 1980 como árbitro de futebol. Virou figura mítica nesse esporte. Ele foi um dos que mais apitou o clássico Rai-Fran.

Era torcedor apaixonado do São Francisco.

No ano passado, foi selecionado para conduzir a tocha olímpica quando da passagem dela por Santarém.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Vídeo. A última entrevista de Ronaldo Campos, ex-prefeito de Santarém

A última entrevista ao TV Blog do Jeso concedida pelo ex-prefeito Ronaldo Campos, que morreu na última quinta-feira, 26.

A matéria foi ar em 2013, pouco depois do prefeito de Santarém à época, Alexandre Von, ter completado 100 dias no cargo.

Ronaldo Campos avaliou esse período a pedido do programa e aproveitou para falar de sua experiência no comando da PMS.

Assista ao vídeo!

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Retrovisor. A dupla que recolocou Santarém no caminho das urnas

Arquivo da família de Ronaldo Campos
Retrovisor. A dupla que recolocou Santarém no caminho das urnas, Retrovisor. Cartaz da vitória.

A chapa vencedora na eleição para prefeito de Santarém na primeira disputa eleitoral no município logo após a ditadura militar. Ronaldo Campos e Otaviano de Matos ocuparam o cargo de 1986 a 1989.

Veja também:
A banda do baile de final do ano no Centro Recreativo
Henry Ford era também madeireiro
Russo fotografa Santarém.
Magalhães Barata em Fordlândia.
Galaxie no casamento do imortal.
Raimundo Pacheco (Pachequinho), Moura Palha e Jader Barbalho.

– – – – – – – – – – – – — – – – – – – – – – – – – – – – – – – – 

Participe também da seção “Retrovisor”. Mande fotos antigas de sua cidade (e seus personagens) para o blog. E-mail: jesocarneiro@gmail.com

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Retrovisor. A banda do baile de final de ano no Centro Recreativo

Foto – arquivo particular de Gil Barata
Retrovisor. A banda do baile de final de ano no Centro Recreativo, CARLOS CASTRO, centro RECREATIVO OK OK

Centro Recreativo, em Santarém, baile de final do ano em 1960. Conjunto de Carlos Castro. Da esq. p/ dir.: Fernando Sirotheau, Moacir, Manoel Alho “Pato Roco”, Raimundo (sax ), Elias, Sebastião Sirotheau “Bazinho” e o cantor Silfarnei.

Veja também:
Henry Ford era também madeireiro
Russo fotografa Santarém.
Magalhães Barata em Fordlândia.
Galaxie no casamento do imortal.
Raimundo Pacheco (Pachequinho), Moura Palha e Jader Barbalho.

– – – – – – – – – – – – — – – – – – – – – – – – – – – – – – – – 

Participe também da seção “Retrovisor”. Mande fotos antigas de sua cidade (e seus personagens) para o blog. E-mail: jesocarneiro@gmail.com

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Retrovisor. Henry Ford era também madeireiro

Retrovisor. Henry Ford era também madeireiro, Fordlândia vista da serraria em funcionamento

Do padre e historiador Sidney Canto sobre a foto acima, postada ontem, 19, no blog dele:

“Henry Ford pode não ter tido sucesso com a exploração da seringa. No entanto, um produto de exportação foi exaurido ao máximo nos anos de funcionamento da Companhia Ford no Tapajós: a madeira.

Um dos primeiros galpões construídos em Fordlândia não era para o beneficiamento de borracha, mas uma serraria para beneficiamento de madeira que servia não somente para a construção das casas, mas era enviada nos navios americanos para o milionário dono da Fordlândia.

Nestas imagens podemos ver o trem (havia estrada de ferro na possessão de Ford) que trazia a madeira da floresta até a serraria; e um tronco sendo serrado dentro da mesma.”

Veja também:
Russo fotografa Santarém.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Videos
Canal direto
Canal Diteto
Prestação de Contas
Twitter


Colunistas
Sites e blogs
Publicidade