Blog do Jeso


Segurança Pública

Juiz federal manda retirar tornozeleira eletrônica de réus da Madeira Limpa

A decisão foi em atendimento a pedido da Susipe. Os réus beneficiados são acusados de cometer 9 crimes

Juiz federal manda retirar tornozeleira eletrônica de réus da Madeira Limpa

Por solicitação da Susipe (Superintendência do Sistema Penitenciário do Estado do Pará), o juiz Érico Pinheiro, da 2ª Vara Federal em Santarém, determinou a retirada das tornozeleiras eletrônicas de 4 réus da Madeira Limpa.

A decisão foi proferida ontem, 24.

E beneficiou Adriano Minello, Manoel de Jesus Leal Ribeiro, Everton Orth e Írio Luiz Orth.

A Susipe fez o pedido alegando que nas cidades onde esses 4 réus residem o monitoramento eletrônico ainda não foi implementado.

São 30 o total de réus da Madeira Limpa.

Ler mais

  •  
  •  
  • 1
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    2
    Shares

Promotor de justiça sugere a construção de mais presídios no Pará

Promotor de justiça sugere a construção de mais presídios no Pará, Presídio em Santa Isabel, no ParáPresídio em Santa Isabel do Pará

 
Do promotor de justiça aposentado Paulo Roberto Corrêa Monteiro, a propósito do post Infográfico. População carcerária do Pará: homens e mulheres:

Na minha modesta avaliação, a população carcerária do Pará está dentro do padrão proporcional de sua população.

Entretanto, o que falta é o Governo Estadual encarar a situação carcerária do Estado como uma questão de defesa social, e construir mais uns presídios de segurança máxima, para os presos mais perigosos e algumas colônias agrícolas e casas penais de reeducação para presos menos perigosos do regime semiaberto e casas do albergado para os regimes abertos.

Sem olvidar a construção de cadeias públicas para os presos provisórios.

Ler mais

  •  
  •  
  • 1
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    2
    Shares

Crime de feminicídio vai a júri popular pela 1ª vez em Santarém

O réu é Ednei Pantoja que matou sua ex-companheira de 26 anos, Leidiane, a facadas em novembro de 2015
Crime de feminicídio vai a júri popular pela 1ª vez em Santarém, feminicidio

Amanhã, 7, o tribunal do júri em Santarém se reúne para julgar pela primeira vez um crime de feminicídio no município, caso ocorrido em 2015. O juiz Gabriel Araújo preside o julgamento.

O réu é Ednei Ramos Pantoja e a vítima Leidiane Sousa Guimarães, 26 anos.

Leia também
Tortura e cárcere privado: coordenadora de Ensino da Semed irá depor na 2ª

O crime aconteceu no bairro São Francisco, na Grande Área da Nova República.

Ednei matou a ex-companheira a pauladas.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

“Mulher que apanha no sábado tem que esperar 2ª para ir à delegacia”

José Ronaldo críticas a Delegacia da Mulher que fecha nos finais de semana

 
Provocação feita nas redes sociais, neste domingo, pelo advogado José Ronaldo Dias Campos:

– Incrível, inacreditável, lamentável, absurdo: Santarém, com mais de 300 mil habitantes, fecha a “Delegacia da Mulher” nos finais de semana, justamente quando ela mais precisa de proteção. Mulher que apanha do marido ou companheiro no sábado, tem que esperar segunda-feira para fazer o procedimento legal, se ainda estiver viva, evidentemente!

Leia também
Tortura e cárcere privado: coordenadora de Ensino da Semed irá depor na 2ª

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Ameaçado por secretário de Nélio Aguiar, editor do blog registra BO na polícia

“Qualquer coisa que acontecer comigo Erasmo Maia será o principal suspeito, com co-responsabilidade do prefeito”

Ameaçado por secretário de Nélio Aguiar, editor do blog registra BO na polícia, Erasmo Maia encara o jornalista Jeso CarneiroErasmo Maia, na porta no fórum, encara Jeso Carneiro antes de ameaçá-lo

 
O editor do Blog do Jeso, jornalista Jeso Carneiro, compareceu hoje à tarde à 16ª Seccional da Polícia Civil em Santarém para registrar BO (Boletim de Ocorrência) em virtude de ameaças feitas pelo secretário de Governo do prefeito Nélio Aguiar, Erasmo Maia, à porta do fórum, neste manhã.

Erasmo Maia, sobrinho do ex-prefeito multiprocessado Lira Maia, é o homem forte da atual gestão municipal.

O jornalista relatou ao delegado Henrique Boa Morte Costa teme por sua integridade física e de sua família.

Jeso Carneiro fazia a cobertura de uma audiência em que Erasmo Maia acusa de calúnia e difamação o blogueiro Hiromar Cardoso, o Xaropinho.

O secretário não gostou de ser fotografado e passou a intimidar e fez ameças ao jornalista.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Professora é vítima de tortura, agressão e cárcere privado em Santarém

Professora é vítima de tortura, agressão e cárcere privado em Santarém, professora agredidaGeuciane Nobre prestando depoimento na 16ª Seccional da Polícia Civil. Foto – Blog do Jeso

 
Uma professora das redes de ensino estadual e municipal em Santarém foi agredida, torturada e mantida em cárcere privada pela ex-secretária adjunta da Semed (Secretaria Municipal de Educação) no governo Alexandre Von (2013-2016) Marilza Serique.

O caso foi revelado hoje, 25, pela TV Tapajós, afiliada local da Rede Globo, e registrado nesta quarta-feira na 16ª Seccional de Polícia Civil de Santarém.

Leia também
Presidente do Pros volta para casa depois de sumiço de quase 24h

De acordo com a emissora, a agressão teria ocorrida ontem à noite, com participação da ex-secretária e mais 4 familiares dela.

A TV Tapajós não revelou o nome da vítima. Mas blog apurou que se trata de Maria Geuciane Lopes Nobre.

Ela teria sofrido as agressões por tentar extorquir 2 mil reais do ex-vereador e professor aposentado Raimundo Navarro, esposo de Marilza Serique.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Primeiro júri popular do ano condena réu foragido a 14 anos de prisão

Primeiro júri popular do ano condena réu foragido a 14 anos de prisão, decisão judicial

 
A primeira sentença de 2017 do Tribunal do Júri da comarca de Santarém condenou o réu Messias Cunha Miranda a 14 anos de reclusão em regime fechado. Mandado de prisão foi expedido para capturar o réu, que é foragido há 15 anos.

O juiz Gabriel Veloso de Araújo acatou a decisão da maioria dos 7 jurados que condenou Messias pelo crime de homicídio qualificado.

O Ministério Público do Pará foi representado por Renato Bellini e a Defensoria Pública por Plínio Tsuji Barros.

Segunda a acusação do MP, Messias discutiu com a vítima, Waldecy Pereira dos Reis, numa noite de terça-feira em 2002, em razão desta ter comentado com a companheira do réu que ele estaria fumando maconha, o que teria causado a separação do casal.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Videos
Canal direto
Canal Diteto
Twitter


Colunistas
Sites e blogs
Publicidade