Auditoria vai apurar supostos pagamentos ilegais a aliados de vice-prefeito de Alenquer
Josino Filho, vice-prefeito de Alenquer (PA)

O prefeito Juraci Estevam (PSB), de Alenquer, oeste do Pará, determinou a abertura de uma auditoria para apurar supostos pagamentos irregulares a fornecedores no mais recente período que esteve afastado do cargo por decisão judicial — de 4 a 20 de dezembro último.

Há uma suspeita mais grave: que o vice-prefeito Josino Costa (PP) tenha utilizado recursos específicos para pagamentos de serviços diversos de sua destinação.

 

A auditoria estará a cargo de uma comissão especial criada por decreto na quinta-feira (2). É formada por 3 pessoas e terá 30 dias para entregar ao prefeito o relatório final.

A comissão trabalhará no rastro de informações que circulam em Alenquer dando conta que o vice-prefeito, no exercício do cargo de prefeito entre os dias 4 e 20 do mês passado, teria realizado pagamentos a aliados políticos em desacordo com as normas vigentes.

Se constatado o esquema ilegal, o relatório deverá ser encaminhado ao MPPA (Ministério Público do Pará) e ao TCM (Tribunal de Contas dos Municípios), para providências cabíveis que o caso requer.


O decreto

Página 1 do decreto

 
Página 2

— LEIA também: Suposta dívida de quase R$ 800 mil é que move oposição ao prefeito de Alenquer

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *