Justiça Federal dá 30 dias para táxi aéreo de Itaituba pagar dívida de R$ 63 mil

Os sócios de uma empresa de táxi aéreo com sede em Itaituba, no oeste do Pará, têm 30 dias para pagar uma dívida de R$ 63 mil em processo já em fase de cumprimento de sentença.

A decisão é do juiz Jorge Ferraz Júnior, da 5ª Vara Federal do Pará, com sede em Belém.

 

A dívida de R$ 63.153,03 é da Tail — Táxi Aéreo Itaituba Ltda –, que tem como sócios, de acordo com apuração do Blog do Jeso junto à RFB (Receita Federal do Brasil), Enéas Freire Gomes Filho e Tereza Martins de Sousa Gomes.

A empresa está em “situação inapta” na RFB por “omissão de declarações”.

A cobrança judicial da dívida foi feita pela Infraero (Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária), vinculada à União e responsável pela gestão de vários aeroportos do país. O processo tramita há 8 anos.

Como a Justiça não conseguiu localizar o atual endereço da Tail, a cobrança foi feita por edital de intimação, publicado na edição de sexta-feira (18) do Diário da Justiça.


A citação

Justiça - edital de citação

— LEIA também: Senado abriga acusado de peculado e fraude na Perfuga; é genro de Lira Maia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *