Advogada é indiciada em suposto crime praticado por policial no oeste do Pará, escrivão
Haroldo Batista, escrivão acusado de concussão

Uma advogada também foi indiciada no suposto crime praticado por um policial civil lotado em Itaituba, oeste do Pará, e que resultou na prisão dele na semana passada.

O escrivão Haroldo Batista Macedo Júnior, acusado de concussão, encontra-se em presídio da Região Metropolitana de Belém, para onde foi transferido logo após a Corregedoria Regional do Baixo e Médio Amazonas cumprir mandado de prisão preventiva contra ele, expedido pela Justiça.

O Blog do Jeso apurou que uma advogada, cujo nome ainda é mantido em sigilo, agiu criminosamente em parceria com o escrivão. 

Outros advogados estão sendo investigados.

Comprovada a participação deles no esquema, também serão indiciados.

MODUS OPERANDI

As investigações sobre o caso começaram após uma das vitimas ter comparecido no Ministério Público do Pará em Itaituba, para denunciar que no dia 21 de outubro deste ano o escrivão Haroldo Júnior havia exigido certa quantia em dinheiro como condição para liberação de três presos.

Como não houve acordo, o policial teria exigido a entrega dos documentos da motocicleta de um dos presos, que ficaria como o pagamento pela liberdade dos 3.

Nas investigações, a Corregedoria da Polícia Civil flagrou o escrivão utilizando a motocicleta como meio de transporte até seu local de trabalho, assim como para se deslocar à faculdade que ele frequenta no período noturno.

O QUE É CONCUSSÃO

O crime de concussão é aquele praticado por funcionário público no qual ele exige, para si ou para outrem, vantagem indevida, direta ou indiretamente, ainda que fora da função ou antes de assumi-la, mas em razão dela.

A pena é de 2 a 8 anos de prisão, além de multa.

Leia também:
Polícia apreende cocaína pura em Santarém em operação com mandados também no AM

  • 1
    Share

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

2 Comentários em: Advogada é indiciada em suposto crime praticado por policial no oeste do Pará

  • Por essa e outras é que o Delegado formado em direito, é importante. Querem afastar os delegados para tidos fazerem investigação independentes, o que aumentará a corrupção.

    • Importante para quê?
      E os delegados de MG e SP que estavam de segurança do doleiro e do estelionatário?
      Daí não conta, né?
      Um país com os maiores índices de impunidade no mundo e a atividade legislativa partidária persegue o objetivo de chamar os delegados de Vossa Excelência.
      Seria cômico…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *