Cianport  recebe licença para operar com fertilizantes em Itaituba

A Cianport (Companhia Norte de Navegação e Portos) recebeu no último dia 21, da Semas (Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Sustentabilidade) do Pará, licença de operação (LO).

A LO substitui a licença e a autorização de comissionamento de fertilizante do período 2019/2020, para a inclusão definitiva da infraestrutura destinada à movimentação de fertilizantes na ETC (Estação de Transbordo de Cargas) Itaituba, no distrito de Miritituba, sudoeste do Pará.

 

A ETC da Cianport foi criada por empresas brasileiras (Agrosoja e a Tapajós) e destina-se à originação e movimentação de cargas produzidas no Centro-Oeste para o distrito de Miritituba, de onde são transferidas para barcaças e transportadas até os terminais de grãos na Companhia Docas do Pará em Santarém, no oeste paraense, e no porto da Companhia Docas de Santana (AP), aumentando a possibilidade de exportação e importação pelo Oceano Atlântico.

O presidente da Amport (Associação dos Terminais Portuários e Estações de Transbordo de Cargas da Bacia Amazônica), Flávio Acatauassú, destacou a importância da licença obtida pela Cianport, pois, segundo ele, aumentará o volume de exportações pelo Arco Norte, trazendo mais benefícios econômicos para a região.

— LEIA também: Engenheiro civil, Flávio Acatauassú é o novo presidente da Amport

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *