Justiça notifica ex-prefeito condenado a pagar dívida de R$ 300 mil, além de multa, Adalberto Cabano, ex-prefeito de Aveiro
Adalberto Cabano Viana mora em Itaituba: condenação em 2015

A Justiça Federal finalizou a fase de “citação, penhora e avaliação” dos bens do advogado e ex-prefeito de Aveiro Adalberto Cabano Viana, condenado por improbidade administrativa em 2015 pelo juiz Ilan Presser.

O mandado de penhora e avaliação foi entregue ao ex-prefeito no último dia 16, por meio de um oficial de justiça.

No documento, o advogado foi notificado a efetuar o pagamento da dívida contraída por conta de sua condenação há 3 anos, e já transitada em julgado, pela Vara Federal em Itaituba, ou citar bens patrimoniais que servirão de penhora da dívida.

Ilan Presser condenou Cabano a devolver aos cofres públicos R$ 308.803,56, valor a ser atualizado, além de multa de 20 mil  reais, suspensão de seus direitos por 3 anos e proibição de contratar ou receber benefícios com qualquer esfera pública (municipal, estadual ou federal), também pelo período de 3 anos.

Neste link, leia a íntegra da sentença.

Aveiro é um dos municípios mais pobres do Pará. Com pouco mais de 16 mil habitantes, tem um dos mais baixos IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) do estado.

Há poucas semanas, o atual prefeito, Vilson Gonçalves (MDB), decretou estado de calamidade financeira no município.

QUEM É

Adalberto Viana da Silva, o Cabano, tem 61 anos e é formado em Direito. Reside atualmente em Itaituba. É carta fora das urnas na região há mais de 10 anos.

A última participação direta dele em eleições foi em 2008, quando se candidatou a prefeito de Aveiro pelo PSDB, e foi massacrado nas urnas. Quatro anos antes, já havia tentado voltar ao cargo. Sem sucesso.

Sua gestão à frente da Prefeitura de Aveiro foi de 2000 a 2004. Responde a diversos processos na Justiça em consequência desse mandato.

  • 11
    Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *