OAB rebate críticas de advogado; Cristina Bueno diz que José Luiz
Cristina Bueno, presidente da OAB/Itaituba e candidata à reeleição

Mais duas notas de esclarecimento foram emitidas na tarde de domingo (25) em decorrência da matéria Outro advogado é indiciado em caso de corrupção policial no oeste do Pará.

Desta vez pela OAB (Ordem dos Advogados do Brasil), subsecção de Itaituba, presidida por Cristina Bueno, e pela chapa 42, que ela encabeça como candidata à reeleição.

Nas duas, o alvo é o advogado José Luis Pereira de Sousa, candidato da oposição à presidência da OAB.

Neste link, a manifestação dele sobre o caso.

A eleição está marcada para quarta-feira (28).

Leia a íntegra das notas, enviadas ao blog.

— “NOTA DE ESCLARECIMENTO – OAB

A Diretoria da Ordem dos Advogados do Brasil – Subseção Itaituba, vem se manifestar quanto a nota publicada nas redes sociais pelo colega JOSÉ LUIS PEREIRA DE SOUSA, quanto a notícia publicada neste domingo (25/11) no blog JESO CARNEIRO, a saber:

É de conhecimento da classe que a Comissão das Prerrogativas da subseção de Itaituba sempre primou trabalhar na defesa das prerrogativas profissionais do advogado Itaitubense, principalmente no exercício da profissão, não se curvando e estando sempre presente quando solicitado para a defesa das prerrogativas.

No caso em tela, a comissão acionada, tomou conhecimento da investigação que apurava a conduta do Escrivão da Polícia Civil, e de uma advogada atuante na comarca de Itaituba, e acompanhou a colega no depoimento perante a Corregedoria de Polícia, no dia 08/11/2018 em Itaituba e no dia 12/11/2018 em Santarém, sendo que todos os direitos e as garantias da colega foram preservadas, intervindo sempre na defesa da mesma.

Obviamente que o ato de indiciamento da colega é único e exclusivo da autoridade policial, e no momento em que a Comissão tiver acesso ao teor do que foi relatado pela Autoridade Policial, e vislumbrar qualquer ato lesivo as prerrogativas da colega, voltará a atuar incansavelmente de forma a restabelecer o respeito à profissional citada no referido caso.

No que se refere as críticas realizadas pelo colega JOSÉ LUIS, que é Diretor Secretário Adjunto da atual gestão, esta comissão tomou conhecimento na data de hoje, através da notícia veiculada no blog do Jeso, e até o presente momento a mesma não tem maiores detalhes acerca da investigação presidida pela Corregedoria da Policia Civil, mas afirma e reitera que está acompanhando o caso e se fará presente na oitiva para garantir o respeito as prerrogativas do advogado citado, bem como da própria profissão do advogado.

Caso seja identificado uma atuação excessiva da autoridade que preside o inquérito, será tomada as medidas regulares que o caso requer.

Nossa Diretoria repele com veemência qualquer distorção quanto aos fatos relacionados ao presente episódio, principalmente querendo imputar uma atitude omissa ou conspiradora, pois jamais nos afastaremos de nosso dever institucional em defesa da independência e garantias profissionais, quer seja do colega JOSÉ LUIS PEREIRA DE SOUSA, como de qualquer membro desta Subseção.

Reiteramos, nosso desejo de serenidade e maturidade neste momento de disputa democrática e que ao final nossa subseção continue usufruindo de crédito e respeito diante de nossos pares, das autoridades constituídas e sobretudo da sociedade Itaitubense.

Itaituba – Pará, 25 de novembro de 2018.

Dra. Maria Cristina Portinho Bueno, Presidente da OAB – Subseção de Itaituba – Pará

— “NOTA DE ESCLARECIMENTO – Chapa 42

A Chapa 2 “OAB – Forte e Atuante” vem manifestar seu posicionamento quanto a nota publicada pelo candidato a presidente da subseção Advogado José Luís Pereira de Sousa , referente à notícia publicada no blog do Jeso neste domingo (25/11):

Não devemos contaminar o processo eleitoral com o episódio do caso do “escrivão Haroldo”. Pois somos solidários, independentemente do processo eleitoral a todo e qualquer colega que for desrespeitado em seus direitos e garantias profissionais.

No entanto, não se justifica que o colega José Luís Pereira de Sousa queira distorcer os fatos como se fosse vítima de uma conspiração urdida por nossa chapa.

Destaque-se, os fatos objeto de investigação do inquérito que agitam o processo eleitoral, não foram urdidos por nós e ocorreram por si só.

Portanto, não vamos confundir e tumultuar um processo eleitoral em que primamos e temos nos conduzido com equilíbrio, maturidade e em alto nível, sobretudo preservando o bom nome de nossa instituição.

Serenidade e maturidade é o que desejamos nesse momento de disputa democrática e que ao final, nossa Subseção continue usufruindo de crédito e respeito diante de nossos pares, das autoridades constituídas e sobretudo da sociedade Itaitubense.

Itaituba – Pará, 25 de novembro de 2018.

Cristina Bueno
Joseane Loiola
Liciane Leitão
Paula Antunes
Bruno Souza
José Antunes
César Aguiar
Cleude Paxiúba
Geovan Paes”

Leia também:
Outro advogado é indiciado em caso de corrupção policial no oeste do Pará

  • 5
    Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *