Responsável pela ponte ilegal no rio Jamanxim debocha da Marinha; veja o vídeo
A ponte em imagem aérea do Fantástico, no domingo

Servidor público responsável pela construção ilegal de uma ponte de madeira de 399 metros sobre o rio Jamanxim, em Itaituba, oeste do Pará, Valdecy Martins debochou da notificação da Marinha do Brasil entregue a ele sobre a obra.

Essa reação do sub-prefeito foi flagrada na entrevista que ele deu a uma equipe do SBT em Itaituba que fez matéria sobre a ponte. A matéria da TV ainda não foi veiculada. O blog conseguiu uma cópia da reportagem.

 

A ponte é bancada por madeireiros, “além de garimpeiros e pecuaristas” da região, segundo o SBT. Erguida na comunidade de Jardim do Ouro, ela não tem licença das secretariais estaduais de Meio Ambiente (Semas) e Transporte (Setrans).

A Marinha também não foi comunicada. E por isso, quando tomou conhecimento da obra, notificou o responsável. Apenas a pasta de Meio Ambiente de Itaituba a licenciou. O prefeito Valmir Climaco (MDB), que também atua no setor madeireiro, também injetou recursos públicos na ponte.

Não se sabe também, segundo o SBT, qual a procedência da madeira usada na estrutura da ponte. No domingo, o Fantástico, da TV Globo, destacou a obra na reportagem sobre queimadas e transporte ilegal de madeira na Amazônia.

— Leia também sobre essa ponte: Marinha pede relatório sobre construção de ponte ilegal no rio Jamanxim