Câmara de Juruti reprova contas de 2004 de ex-prefeito do MDB por 8 votos a 5
Isaías Batista, ex-prefeito de Juruti

A Câmara de Vereadores de Juruti, no oeste do Pará, em sessão realizada nesta quarta-feira (4) reprovou a prestação de contas de 2004 do ex-prefeito Isaías Batista Filho (MDB).

Com a decisão, o emedebista passou à condição de inelegível, sem condições legais de se candidatar a qualquer cargo público nos próximos 8 anos.

Isaías Batista precisava de 9 dos 13 votos da Câmara para reverter o parecer técnico do TCM (Tribunal de Contas dos Municípios) pela não aprovação das contas.

 

Conseguiu apenas 5.

8 votaram de acordo com o que recomendou o TCM do Pará.

Votos pró-Isaías:

Adão Pinheiro (Podemos), Andréa Alves (PSD), Elivan Rocha (PSD), Fladimir Andrade (PSC) e Marissom Garcia (PT).

Votos contra aprovação das contas:

Carlos Alberto Batista (DEM), Carlos Alberto Sarmento, o Coroca (DEM), Edinho Almeida (PSD), Dorli Guimarães (PT), Dr. Mário Itiá (PSB), Manoel Vitor, o Maneco Telecoteco (Avante), Lucimir Pereira, o Paturi (PL) e Raimundo Carvalho, o Nonatinho (PSD).

Sucessora política

Isaías Batista já se encontra inelegível há muito tempo. A última participação direta dele em um pleito eleitoral aconteceu há 11 anos. Mas na época sua candidatura a prefeito foi indeferida pela Justiça, por inelegibilidade.

Para contornar essa situação, ele transformou a esposa, Lucídia Batista, como sua sucessora na política. E já tentou elegê-la a cargo público em Juruti por duas vezes.

 

A primeira, em 2012, quando a lançou à prefeita, e em 2016, ao cargo de vice-prefeita. Em ambas, Dona Lucídia, como é mais conhecida, foi derrotada nas urnas.

O ex-prefeito, porém, não desiste. Articula novamente a candidatura à prefeita de Lucídia para disputa do próximo ano. O PSD já acenou que irá apoiá-la. Deve enfrentar o atual prefeito Henrique Costa (PT) em mais uma disputa eleitoral.

— LEIA também: Advogados e empresários são braço financeiro e jurídico da cassação do prefeito de Alenquer

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

3 Comentários em: Câmara de Juruti reprova contas de 2004 de ex-prefeito do MDB por 8 votos a 5

  • Amigo Jesso o atual prefeito de a juruti Henrique Costa também tá tecnicamente inelegível com julgamento de um convênio TCE reprovado com os recursos já esgotados , que venha os registros é os prazos de impugnações.

    • O atual prefeito se Juruti está tecnicamente inelegível , pois foi condenado no plenário do TCE por 6 x 1 , sendo o único voto por não pagar a multa do processo.

  • Os que entram na prefeitura da minha terra, me parece que só vejam o dinheiro pra se beneficiar e não pra ajudar acrescer a cidade. Tudo isso e lamentável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *