Juruti, Rurópolis, Óbidos, Alenquer, Altamira e Mojuí dos Campos em 6 notas curtas, Evelyn, Wilson e Leila
Évelin Santos, Wildson Queiroz e Leila Ximendes

Juruti. Remetido para publicação

Encaminhada ontem (27) para publicação no Diário Oficial da Justiça, a sentença da Justiça Federal que condenou os irmãos Batista — Isaías e Eródice — a trabalho comunitário e multa por crime de responsabilidade. É a partir da publicação que começa a contar o prazo para recursos.


Rurópolis. Sob segredo. Ainda

Continua sob segredo de justiça a ação penal do Ministério Público do Pará sobre o assassinato da sindicalista Leila Ximendes, em outubro de 2016. O juiz Odinandro Garcia Cunha recebeu a denúncia, mas manteve o segredo.


Altamira. Liderança no royalties hídrico

O município lidera o ranking paraense dos que mais receberam royalties hídrico (Compensação Financeira pela Utilização de Recursos Hídricos) neste ano de 2019. Por conta da usina de Belo Monte, Altamira já embolsou R$ 18,4 milhões (janeiro a abril). Novo Repartimento aparece em 2º, com R$ 12,4 milhões.

 

Mojuí dos Campos. Grana de Curuá-Una

Por conta da hidrelétrica de Curuá-Una, Mojuí e Santarém receberam, no mesmo período, R$ 203 mil e R$ 18,9 mil, respectivamente. No ano passado, Santarém embolsou, no total, R$ 47,2 mil; Mojuí, R$ 507 mil, de acordo com dados capturados pelo blog do Zé Dudu na Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica.


Óbidos. Perfuga alcança Câmara

A força-tarefa da Perfuga está trabalhando em conjunto com a promotora de justiça Évelin Santos, de Óbidos, no caso do concurso público da Câmara de Vereadores de Óbidos, gestão do ex-presidente Preto Sousa (PSD). O certame não chegou a ser realizado por decisão da Justiça, a pedido do MP, por supostas irregularidades.


Capa do livro de Wildson Queiroz
Capa do novo livro de Wildson

Alenquer. Lendas para adolescentes

O historiador e escritor Wildson Queiroz está com novo livro na praça: “A origem das lendas”, o primeiro de sua lavra voltado ao público adolescente. Nele, o também professor aborda algumas das mais conhecidas lendas do folclore brasileiro, entre as quais do Curupira, Negrinho do Pastoreio, Boto, entre outras. O exemplar, ao preço de R$ 10, pode ser comprado em bancas de revistas também em Santarém.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Um comentário em: Juruti, Rurópolis, Óbidos, Alenquer, Altamira e Mojuí dos Campos em 6 notas curtas

  • Bom de mais vou comprar para meus pequenos sou alenqurence mas moro em Manaus a 13 anos saudades da minha terra natal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *