Justiça intima os 14 políticos acusados de participação no Mensalinho de Juruti, decisão judicial
A Justiça começou a emitir hoje, 11, mandados de intimação aos 14 políticos acusados de participar do escândalo de corrupção conhecido como Mensalinho de Juruti, ocorrido na cidade de Juruti, oeste do Pará, para que eles façam defesa prévia, escrita, sobre o caso.

Os acusados – confira a relação abaixo – terão 15 dias para se manifestarem.

A decisão é do juiz Vilmar Durval Macedo Júnior nos autos de uma ação de improbidade administrativa ajuizada pelo Ministério Público do Pará em agosto deste ano.

O magistrado, em liminar, já determinou o bloqueio dos bens dos acusados.

Agora, com a defesa prévia, Vilmar Júnior pretende decidir pela admissibilidade ou não da ação.

Caso admita a denúncia, os acusados passarão à condição de réus.

OS ACUSADOS Os 14 acusados de participação no esquema são:

1. ELBER GONCALVES DE AZEVEDO
ELIVAN DA SILVA ROCHA
MANOEL BORGES DOS SANTOS
CARLOS ALBERTO BATISTA DE OLIVEIRA

5. MONICA DE FARIAS BRIGIDO
ROGERIO SOARES DA SILVA
CLEVERSON MAFRA DE SOUZA
LUIZ ANTONIO BRAGA DE SOUZA
JANISSON DE SOUSA NATIVIDADE

10. MARCO AURÉLIO DOLZANE
EDJANIO PRINTES FIGUEIRA
FLADIMIR DE AZEVEDO ANDRADE
HERIANA DOS SANTOS BARROSO

A MESADA

De acordo com as investigações da polícia, o ex-prefeito Marquinho Dolzane repassava mensalmente, em troca de apoio político, a cada um dos 13 vereadores de Juruti o seguinte mensalinho:

º R$ 2 mil;
º 100 litros de diesel;
º 100 litros de gasolina;
º 10 passagens de barco no trecho Juruti–Manaus, e
º 10 passagens no trecho Juruti-Santarém

  • 119
    Shares

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Um comentário em: Justiça intima os 14 políticos acusados de participação no Mensalinho de Juruti

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *