Projeto ambiental da Alcoa em Juruti disputa prêmio Global ReLeaf 2019, Locomotiva Verde, em Juruti
Projeto Locomotiva Verde, em Juruti. Foto: Alcoa

Quatro projetos de neutralização das emissões de CO2 desenvolvidos pela Alcoa no Brasil estão entre os 10 escolhidos para o prêmio Global ReLeaf 2019, como modelos de iniciativa de uso da floresta para aumentar o armazenamento de carbono e purificar a água e o ar.

A premiação é desenvolvida desde 2011 pela Alcoa Foundation e American Forests em 14 países, com o objetivo de proteger as florestas, restaurar o habitat da vida selvagem e combater as mudanças climáticas.

Um dos projetos é o Locomotiva Verde, em Juruti, oeste do Pará, onde a mineradora explora bauxita.

Segundo Fábio Abdala, gerente regional de Sustentabilidade da Alcoa, os projetos aprovados representam o compromisso da empresa em plantar árvores como forma de investir na captura de CO2 e mitigar mudanças do clima, aumentar biomassa e biodiversidade das áreas beneficiadas, bem com adensar suas áreas verdes que repercutem na melhoria da qualidade de vida.

Os 4 projetos são:

— Em Juruti/PA: Locomotiva Verde;

— Em São Luis/Alumar/MA: Plante uma Árvore III;

— Em São Paulo/SP: Semeando Vidas IV, e

— Em Poços de Caldas/MG: Floresta de Bolso.

Com eles, a Alcoa pretende adicionar às 80 mil mudas plantadas, mais 11.550 espécies da mata atlântica e da floresta amazônica.

LOCOMOTIVA VERDE

Iniciado em Juruti, oeste do Pará, em 2016, em parceria com o Instituto Vitória Régia e o plantio de 10 mil mudas de árvores nativas da Amazônia, em seis hectares, na comunidade Galiléia, beneficiando 40 pessoas.

Em 2018, as ações foram estendidas para 5 comunidades da região, com o plantio de mais 30 mil mudas de espécies nativas da Amazônia, definidas em conjunto com os comunitários.

Neste ano, com o reforço da American Forests, o projeto fará o plantio de mais 8 mil mudas. 

AMERICAN FORESTS

Fundada em 1875, a American Forests é a mais antiga organização nacional de conservação sem fins lucrativos dos Estados Unidos e serviu como catalisador para marcos importantes do movimento de conservação, incluindo a fundação do Serviço Florestal dos EUA, o Sistema Nacional de Florestas e milhares de restaurações de ecossistemas florestais, projetos e esforços de educação pública. 

Desde 1990, a American Forests plantou mais de 60 milhões de árvores em todos os 50 estados americanos e quase 50 países, resultando em ar mais limpo, água potável e restauro do habitat para a vida selvagem e peixes.

Com informações da Alcoa

Leia também:
Oeste do Pará não tem município afetado indiretamente pela mineração

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *