A funalização do novo e da nova história. Esqueça essa narrativa na eleição de 2020, Chico e Isomar
Isomar Barros e Chico Alfaia: o novo que afundou Óbidos na decadência

por Jeso Carneiro (*)

Os candidatos e candidatas a prefeito de Óbidos em 2020 que tentarem surfar na onda de que são novos, sem passado político e, por isso, puros e imaculados, os únicos que irão fazer “uma nova história” no município vão ter problemas para decolar.

Esse discurso foi fulanizado por Chico Alfaia.

Virou palavrório, conto do paco.

A consequência dessa narrativa só de casca e palanque é essa tragédia de gestão pública que Óbidos assiste. O município andou pra trás.

Regrediu.

Na eleição do próximo ano, a narrativa do estreante terá que ter, no mínimo, outro recheio. Se não, é derrota na certa.

A população obidense, pode apostar, não embarcará mais em nova aventura. Não há clima para outro estelionato eleitoral.


— * É repórte e editor-chefe do Blog do Jeso.

  • 21
    Shares

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

2 Comentários em: A fulanização do novo e da nova história. Qual a narrativa para eleição de 2020?

  • Não podemos esquecer que em 2012 o ATUAL prefeito era o candidato do Jaime Silva…. Que coisa NÃO….

    • Vale ressaltar que: se tivesse ganho, teria Jaime Silva coladinho, lhe instruindo como se governa 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *