Material genéticos dos 9 mortos da Bertolini já estão sob exame de DNA, Rebocador da Bertolini içado

Rebocador da Bertolini sendo içado do fundo do rio Amazonas, em Óbidos

Os peritos criminais do laboratório forense do CPC Renato Chaves, em Belém, iniciaram o exame de DNA que identificará as 9 vítimas do acidente com o empurrador TBL CXX, da Bertolini, ocorrido no dia 2 de agosto deste ano, no município de Óbidos, no Baixo Amazonas.

Os trabalhos de identificação, segundo a Agência Pará, começaram ontem, 11.

Os materiais genéticos das vítimas e de seus familiares chegaram ao Centro na manhã do último dia 8.

Os materiais foram coletados na unidade regional do Centro de Perícias de Santarém, para onde os corpos foram encaminhados, e ficarão armazenados em câmaras frigorificas até a conclusão do exame.

Para que o material dos familiares fosse coletado, já que 3 residem nos estados do Maranhão, Amazonas e São Paulo, a Unidade Regional de Santarém pediu apoio da Polícia Técnica Científica dos respectivos estados, que encaminhará as mostras diretamente para Belém, com previsão de chegada nos próximos dias.

Os demais familiares tiveram seus materiais coletados na própria unidade.

O exame está sendo realizado em caráter de urgência, e consiste em 7 etapas até se chegar ao resultado final. A previsão para que seja finalizado é de 20 dias.

Leia também:
Naufrágio em Óbidos: advogado explica por que levou o caso para Justiça Federal

  • 51
    Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *