Oriximiná e Almeirim lideram arrecadação de ICMS na região da Calha Norte
Orla de Oriximiná, às margens do rio Trombetas

Oriximiná e Almeirim lideram arrecadação de ICMS (Imposto sobre Operações relativas à Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços) na região da Calha Norte. Segundo dados divulgados pela Sefa (Secretaria de Estado da Fazenda do Pará), em janeiro, os 2 municípios arrecadaram R$ 4,1 milhões e R$ 3,1 milhões, respectivamente.

Ambos ficam atrás somente de Santarém, que arrecadou R$ 5,9 milhões, sendo a maior de todo o oeste do Pará.

 Ainda segundo a Sefa, outros municípios obtiveram arrecadação superior a R$ 1 milhão: Juruti (R$ 2,1 milhões) e Óbidos (R$ 1 milhão).

 

Alenquer (R$ 906 mil), Monte Alegre (R$ 891 mil) e Prainha (R$ 664 mil) completam a lista.  

De acordo com a Fundação Amazônia Paraense de Amparo à Pesquisa (Fapespa), o ICMS tem sido uma importante fonte de renda para os municípios da região.

Dados apontam que, em 2018, Oriximiná arrecadou R$ 43,8 milhões e Almeirim R$ 19,8 milhões. No mesmo ano, os demais municípios receberam os seguintes:  Juruti (R$ 20,5 milhões), Óbidos (R$ 8,2 milhões), Monte Alegre (R$ 7,2 milhões), Alenquer (R$ 6,9 milhões), e Prainha (R$ 4,8 milhões).

— LEIA também: Os 20 maiores devedores do Pará inscritos na Dívida Ativa da União; veja a lista

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *