Se a eleição fosse hoje, quem em Faro, Terra Santa, Juruti e Óbidos o TCU impediria de ser candidato
Sede do TCU, em Brasília

Daqui a 304 dias será a realizada a eleição para prefeito e vereadores em todo o país — marcada para o dia 4 de outubro. Gestores públicos com contas reprovadas no TCU (Tribunal de Contas da União), e transitadas em julgadas, ou seja, com todos recursos esgotados, não poderão participar do pleito.

O TCU é que julga os convênios firmados entre a União e órgãos que recebem recursos federais – públicos ou privados.

A lista dos inelegíveis do TCU ainda não está fechada. Mas é possível conferir quem já se faz presente nela. Os gestores com processos em grau de recursos estão fora dela. Até às vésperas da eleição, novos nomes deverão ser incluídos.

 

O que não é o caso dos que estão na relação a seguir das cidades de Faro, Terra Santa, Juruti e Óbidos. Todos inelegíveis.

Faro

Denilson Batalha Guimarães, ex-prefeito. Por dois processos: um de 2012 e outro de 2016.


Terra Santa

— Ninguém.


Juruti

Isaías Batista Filho, ex-prefeito. Por um processo de 2013.


 

Óbidos

Cléo dos Santos Neves, diretor administrativo da Santa Casa de Misericórdia. Por processo de 2013.

Vicente Borges da Cunha Filho, diretor clínico da Santa Casa de Misericórdia. Por processo de 2013.


Confira amanhã os nomes na lista de Oriximiná, Alenquer, Curuá e Monte Alegre.

LEIA também: Câmara de Juruti reprova contas de 2004 de ex-prefeito do MDB por 8 votos a 5

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

3 Comentários em: Se a eleição fosse hoje, quem em Faro, Terra Santa, Juruti e Óbidos o TCU impediria de ser candidato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *