Terra Santa, Óbidos, Prainha, Rurópolis e Salinas em 5 notas curtas, davi xavier
Davi Xavier: R$ 6,8 milhões de Fundeb e sem lâmpadas na escola Alfredo Hage

Óbidos. Relator vota pela absolvição de 2 ex-prefeitos

No TRF1, o voto do relator do recurso do FNDE/MEC contra a sentença que absolveu 2 ex-prefeitos de Óbidos em primeira instância, por suposta improbidade administrativa, é de que se mantenha a decisão. O caso se refere à prestação de contas de verbas da Educação repassadas ao município nas gestões de Haroldo Tavares (2001-2004) e Jaime Silva (2005-2008). O recurso tramita na Terceira Turma do TRF1, onde será submetido ao julgamento desse colegiado.


Prainha. Arrecadação é soco na gestão de Davi Xavier

Professora e dona de um cursinho em Santarém, Fernanda Perez deu o pontapé numa campanha de arrecadação de lâmpadas fluorescentes que é um soco na gestão do prefeito Davi Xavier (MDB). As lâmpadas são para por fim à iluminação precária das salas de aula da escola municipal José Alfredo Hage, em Prainha. E que, segundo a professora, prejudica o aprendizado das crianças. Detalhe: só neste ano de 2019 (janeiro e parte de fevereiro), o município já recebeu de recursos do Fundeb R$ 6,8 milhões.

Salinas. Helder anuncia aeroporto de R$ 20 milhões

O governador tuiteiro Helder Barbalho (MDB) anunciou ontem (15) a reconstrução do aeroporto de Salinas. Utilizará recursos dos cofres do estado — R$ 20 milhões. A pista passará de 1,5 km para 2 km, capaz de suportar pouso e decolagem de aviões com até 70 passageiros.


Terra Santa. Justiça cassa mandato do prefeito

O prefeito Doca Albuquerque (PSD) já foi notificado pela Justiça Eleitoral sobre a sentença que cassou o seu mandato e das vereadoras Lucione Lobato (DEM) e Wal dos Anjos (PSD) por suposto abuso de poder econômico. Alcançado pelo blog, ele disse que recorrerá da decisão. O juiz Luiz Gustavo Cardoso foi quem proferiu a sentença, na quinta-feira (14). A vice-prefeita e os suplentes de vereadores assumirão o cargo quando o processo transitar em julgado. Ou seja, quando todas as possibilidades de recurso forem esgotadas. Neste link, a íntegra da sentença.


Rurópolis. Interferência na Câmara pela 2ª vez

Não é a primeira vez que o Judiciário interfere em uma eleição da Mesa Diretora da Câmara de Vereadores de Rurópolis. Em 2013, o então juiz da comarca, Gláucio Assad, chegou ao cúmulo de comandar pessoalmente o processo eleitoral da Casa. A chapa encabeçada pelo vereador Edgar Rocha, articulada pelo prefeito à época, Pablo Genuíno, ganhou a disputa. Gláucio era cunhado de Pablo.

  • 62
    Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *