Terminal hidroviário de Prainha será inaugurado em dezembro, assegura CPH
Terminal de Prainha: custo de R$ 3,2 milhões

As obras no terminal hidroviário de passageiros e cargas de Prainha, no oeste do Pará, entraram na reta final. O novo espaço, que está 88% concluído, deve ser inaugurado em dezembro deste ano. Vai melhorar a mobilidade para os 29 mil moradores do município.

Será o segundo terminal hidroviário entregue na região pelo Governo do Estado, por meio da Companhia de Portos e Hidrovias do Pará (CPH).

“O terminal hidroviário de Prainha é mais um equipamento moderno que o governador Helder Barbalho vai entregar naquela região com o intuito de integrar o Baixo Amazonas com outras regiões por meio do modal hidroviário”, explica Abraão Benassuly, presidente da CPH.

 

“Além de toda estrutura para o usuários, o espaço também terá uma sala destinada para os órgãos de segurança e defesa social como a Fundação Parápaz  e conselho tutelar. Nosso objetivo nesses terminais é também prevenir casos de tráfico humano e exploração sexual infantil, crimes comuns ao redor desses setores portuários”.

No momento, os trabalhadores atuam na finalização da obra naval do terminal, que compreende a colocação de três rampas metálicas, flutuante intermediário e flutuante principal, este último para embarque e desembarque de passageiros.

Os operários também finalizam a construção da ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) e cuidam dos serviços de urbanização ao redor do terminal.  

Padrões de acessibilidade

Seguindo o padrão dos demais terminais hidroviários em construção, o espaço conta com terminal de cargas, carrinhos para bagagem, guichês para vendas de passagens, sala para órgãos de defesa social, televisão, bebedouro, banheiros masculino, feminino e para portadores de necessidades especiais, além de estar de acordo com os padrões de acessibilidade estabelecidos pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq).

Já a obra naval compreende rampas metálicas cobertas para acesso ao flutuante principal, que também será coberto e iluminado, além de sistema de amarração e fundeio para embarcações. O novo terminal foi orçado em R$ 3.267.162,68 milhões, com recursos financiados pela Caixa Econômica Federal.

 

O primeiro terminal hidroviário inaugurado pelo Governo do Pará na região foi o de Terra Santa, entregue no final de junho. O espaço recebe mais de 340 passageiros por dia e movimenta a economia local, já que foram criados 14 empregos diretos, e dezenas de indiretos ao redor do espaço.

O local é administrado pela prefeitura e oferece viagens diárias para as cidades de Santarém, Manaus (AM), Parintins (AM), entre outras.

Além de Prainha, o governo deve inaugurar em breve os terminais hidroviários de Almeirim, Faro, Curuá, Santarém e o distrito de Santana do Tapará, também em Santarém. A ideia é integrar a região via modal hidroviário, oferecendo equipamentos modernos para conforto e segurança dos usuários.

Com informações da CPH

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *