Do MDB, Taká seria reeleito com facilidade se a eleição em Rurópolis fosse hoje
Zé Paulo, Taká, Marcelo e Aparecido, potenciais candidatos a prefeito

Eleito pela 1ª vez para o cargo em 2016, com quase 60% dos votos válidos no município, o prefeito de Rurópolis, oeste do Pará, Taká (MDB), seria reeleito com facilidade para mais 4 anos se a eleição fosse hoje.

É o que revela a pesquisa de intenção de votos Blog do Jeso/Doxa realizada em Rurópolis no final de setembro último, quando 319 eleitores e eleitoras foram entrevistados. A margem de erro é de 3,5%, para mais ou para menos. O nível de confiança é de 95%.

Taká, 47 anos, aparece disparado à frente na preferência popular tanto na pesquisa espontânea como na estimulada. Na primeira, por exemplo, quando o nome dos candidatos não é apresentado aos entrevistados, ele tem 41,4% da intenção de votos.

 

A diferença para o 2º colocado, Marcelo da Piçarreira, é enorme. Acima de 30 pontos percentuais. O vereador do PSB tem 8,8%. O número de eleitores flutuantes (indecisos e os que pretendem votar em branco) é ainda considerável — 31,3%.

O terceiro nome do levantamento é o de Aparecido Silva (6,3%), ex-prefeito do município.


Espontânea

https://4.bp.blogspot.com/-zV783kNW0bo/XaG_Yp_t2mI/AAAAAAAAfY8/dSmAKsPTBn8jY7ghjeYwGm56DGTIKCKQwCLcBGAsYHQ/s1600/Pesquisa%2Bespont%25C3%25A2nea%2B-%2BRur%25C3%25B3pois%2Bset%2B2019.JPG

Na pesquisa estimulada, em simulação com 8 potenciais candidatos a prefeito, a liderança de Taká é ainda mais expressiva: 50,5%. Seguido de longe por um bloco de 3 nomes, configurando empate técnico: Marcelo Piçarreira (10,3%), Zé Paulo Genuíno, ex-prefeito (10,3%), e Aparecido Silva (9,1%).

Há também empate técnico na 3ª posição entre o ex-prefeito Pablo Genuíno (4,4%) e a atual vice-prefeita Marlene Ficks (4,1%).


Estimulada

https://3.bp.blogspot.com/-xJS3U3mmsQU/XaHHeBgtZ_I/AAAAAAAAfZI/DyePFIXD-V4PR81254vXhTW9p1orMwbmwCLcBGAsYHQ/s1600/Espontanea%2BRuropolis.JPG

O levantamento Blog do Jeso/Doxa também mensurou a rejeição dos 8 candidatos listados na pesquisa estimulada. O mais rejeitado é Pablo Genuíno, ex-prefeito de Rurópolis entre 2013-2016. Ele desponta com 25,7%, seguido de Baldonino (17,2%) e Taká (16%).

O menor rejeição é a de Marcelo Piçarreira (1,3%). Confira o quadro geral da rejeição.

https://1.bp.blogspot.com/-v1hEgLNgSbk/XaHLzUPHFiI/AAAAAAAAfaU/qeyytXF86QEc7WZN86FYNXmDjGSTog3owCLcBGAsYHQ/s1600/rejei%25C3%25A7ao%2BRur%25C3%25B3polis.JPG

— LEIA também: Aprovação do governo Taká, de Rurópolis, chega a 80%, revela pesquisa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *