Por contas reprovadas pelo TCM, ex-prefeito terá que devolver cerca de R$ 7 milhões, aparecido silva - Rurópolis
Aparecido Silva, duas vezes prefeito

O TCM (Tribunal de Contas dos Municípios) do Pará não aprovou a prestação de contas de gestão de 2012 da Prefeitura de Rurópolis, oeste do estado, de responsabilidade do ex-prefeito Aparecido Silva.

A decisão, à unanimidade, foi tomada pelo plenário da corte paraense na terça-feira (9).

Por conta disso, ele terá de devolver aos cofres municipais, devidamente atualizada, quase 7 milhões de reais (R$ 6.883.532,90) referente a diferença entre o valor demonstrado pela prefeitura e o valor levantado pelo TCM na conta “transferências correntes”, confirmado no site do Portal da Transparência.

Aparecido Florentino terá de devolver também R$ 15.730,00 devido a pagamento feito à maior a servidores municipais à época.

Em relação às contas de governo de 2012 da Prefeitura de Rurópolis, o TCM emitiu parecer prévio contrário à sua aprovação pela Câmara de Vereadores, por descumprimento a normas constitucionais. Ele foi multado em R$ 1.730,85.

Cópias dos autos do processo serão enviadas ao Ministério Público do Pará, para as providências cabíveis.

QUEM É

Aparecido Florentino Silva, 58 anos, foi prefeito de Rurópolis por 2 mandatos — 2005 a 2012.

Ele continua na política, mas só atuando nos bastidores. Pelo fato de ter sido declarado inelegível pela Justiça, não participa de qualquer disputa eleitoral desde janeiro de 2013.

Com informações do TCM e redação do blog

Leia também:
Justiça acata denúncia, e diretor da Setran nomeado por Helder vira réu

  • 269
    Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *