Blog do Jeso

Jornalista elogia decisão do CNJ que acabou com “mamatinha” de julho do TJ do Pará

Do jornalista Celivaldo Carneiro (foto), sobre a matéria CNJ suspende ponto facultativo às sextas-feiras decretado pelo TJ do Pará:

Jornalista aplaude decisão do CNJ de por fim à Indecente, desrespeitosa, cínica e malandramente decretada pelo TJE, esta portaria do ponto facultativo às sextas no mês de julho no Pará mostra muito bem a realidade vivenciada pela população quando se trata de acesso à Justiça.

Não bastassem dois meses de férias, recesso no final de ano, tem ainda que querer impor mais esta ‘mamatinha’ no mês de julho para beneficiar uns poucos que precisam se deslocar para Salinas nos finais de semana.

Parabéns à OAB, ao CNJ e ao conselheiro Emanoel Campelo por tão acertada decisão.

Agora cabe fiscalizar se os nobres magistrados irão cumprir expediente nestes dias.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

10 respostas a Jornalista elogia decisão do CNJ que acabou com “mamatinha” de julho do TJ do Pará

  • Amilson Martins da Rosa disse:

    É bom lembrar que antes dessa “mamatinha indecente, desrespeitosa”, alguns dos reclamantes foram os mesmos que solicitaram a extensão do recesso, para atender os interesses que não são da população, solicitando a suspensão dos atos forenses do dia 07 de janeiro até o dia 20.

    • JNeto disse:

      Corretíssimo. Os advogados conseguiram que o congresso nacional, via novo CPC, positivasse suspensão dos prazos processuais entre 07 de janeiro e 20 desse mês.
      Esse prazo somente os beneficia, pois os servidores continuam a trabalhar todos esses dias. Porém, como os prazo não correm os processos com prazos para as partes ficam parados prejudicando a celeridade processual. A parte que espere, pois os grandes escritórios de advocacia estão ganhando mesmo.

  • João Matias disse:

    Estas ações do TJE/PA, decretar ponto facultativo nas sexta feiras de julho pra curtir suas mansões em Salinas-PA, é uma prova do abuso de autoridade que tomou conta do nosso imenso BRASIL, da indecência e o desrespeito com o povo que sofre injustiças mil. É um desdobramento do desmando e da corrupção.

  • José disse:

    Essa própria mamatinha foi amplamente utilizada pela Sra. Ana Júlia Carepa, quando foi governadora, todo mês de Julho o Serviço público do Pará facultava.

    • J. PAU NOS POLÍTICOS SAFADOS disse:

      A Ana Júlia era Governadora e tinha poder legal pra isso por motivo de economia, etc., Já o Judiciário e seus membros são subordinados a um órgão maior,superior, que sabe que no Brasil a Justiça é lenta e um monte de processos dormem nas gavetas. Lembra o caso Cerpasa envolvendo o Simão Governador? Pois é, tramita há mais de 16 anos e tentaram arquivar, mas o MP não permitiu, e ele poderá ser condenado, devolver tudo, ficar inelegível, perder o cargo e ir pra jaula.

Deixe uma resposta

Videos
Canal direto
Canal Diteto
Twitter


Colunistas
Sites e blogs
Publicidade