PSL defende quebra de sigilo dos gastos do cartão corporativo de Bolsonaro
Bolsonaro: cartão corporativo sob segredo

Na edição desta terça-feira (5) da Folha de S. Paulo, coluna Painel, sob a responsabilidade da jornalista Daniela Lima:

“Com o partido em pé de guerra, integrantes do PSL passaram a defender a quebra do sigilo do cartão corporativo de Jair Bolsonaro.

Deputados argumentam que falta isonomia ao presidente, que critica a sigla e exige a devassa nas contas do partido, mas mantém em segredo o detalhamento de gastos com alimentação e transporte.

 

Essa ala da legenda lembra que, quando deputado, Bolsonaro reivindicava transparência no uso da verba presidencial. Agora, parece ter se esquecido do assunto.

No PSL, há quem estude recorrer ao Ministério Público Federal para pedir formalmente a descrição dos gastos do Palácio do Planalto.

O governo fornece dados sobre a despesa total da Secretaria de Administração da Presidência da República, que inclui o gabinete pessoal e órgãos vinculados, mas preserva a divulgação de informações consideradas de segurança do mandatário.

— LEIA também: Belterra pagou quase meio milhão de reais para duas microempresas alvos da Perfuga

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *