Sessão especial na Alepa vai debater nesta 4ª o Programa Agricultura Educacional
Renilce Nicodemos, líder do Solidariedade na Alepa

Apresentar e debater o Programa Agricultura Educacional, composto pelo Projeto Horta Escolar na rede estadual de ensino. Esse é objetivo da sessão especial que vai ser realizada nesta terça-feira (13), às 13hs, no auditório João Batista, da Assembleia Legislativa do Pará, em Belém.

Já tramita na Alepa, moção que inclui o projeto que cria a Horta Escolar e que tem a pretensão de levar a cada integrante das escolas estaduais a sensibilização e a importância de desenvolver atividades agrícolas e melhora na consciência cívica e ambiental.

Trinta escolas estaduais de Belém, e principalmente da região nordeste do Pará, serão beneficiadas com o programa, que dever abranger no final todas as regiões do estado.

 

A autora é a deputada Renilce Nicodemos, líder do Solidariedade na Alepa.

O projeto já ganhou apoio da Emater-Pa, que disponibilizou o apoio técnico para execução dos trabalhos e uma parceria para criar o Programa Agricultura Educacional.

Fram convidados a participar da sessão a titular da Seduc, Leila Freire, o titular da Semas, Mauro Ó de Almeida, a presidente da Emater, Cleide Amorim, além de estudantes e diretores de escolas que devem ser contempladas com o projeto.

Com informações da assessoria da deputada Renilce Nicodemos

— LEIA também: Estreante, vereadora campeã de votos se destaca pela produtividade em Terra Santa

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Um comentário em: Sessão especial na Alepa vai debater nesta 3ª o Programa Agricultura Educacional

  • É uma pena que mesmo que exista uma POLÍTICA NACIONAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL com tudo que tem direito, desde O SISTEMA NACIONAL DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL passando pela LEI ESPECÍFICA e outras peças, ainda estejam resumindo o assunto a atitudes medíocres e populistas como a implantação de hortas nas escolas…na minha opinião uma “horta” é muito mais consequência que causa de uma política pública bem aplicada, e que no caso da EDUCAÇÃO AMBIENTAL passa pelo fortalecimento dos indicadores concebidos, isso sim merecia um PROGRAMA no PPA ESTADUAL. Não quero aqui dizer que não é importante uma horta ou um jardim nas escolas mas compreender por exemplo O SERVIÇO AMBIENTAL QUE A NATUREZA NOS PRESTA DURANTE O CICLO HIDROLÓGICO teria muito mais capilaridade e com certeza tiraria da alienação o consumidor que nem se quer sabe de onde vem a água que chega na sua torneira, e o que é pior, não sabe também para onde vai.
    A educação que se sonega, representa democracia roubada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *