Feira da Indústria do Pará abre nesta 4ª com mais de 100 expositores, em Belém
A Fipa se estenderá até o próximo sábado, 18

Com o tema Indústria 4.0, será aberta nesta quarta-feira (15) e vai até o próximo dia 18 de maio, no Hangar Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, em Belém, a XIV edição da Feira da Indústria do Pará (FIPA).

Neste ano, um dos objetivos da feira é possibilitar a empresários, formadores de opinião e público em geral, o contato com o conceito da chamada Quarta Revolução Industrial e suas principais inovações tecnológicas voltadas para a automação e controle nos processos industriais.

Durante a cerimônia de abertura com início marcado para às 17 horas, no auditório principal do hangar, será realizada a outorga da medalha de Mérito Industrial Simão Miguel Bitar, ao governador do Pará, Helder Barbalho.

A comenda é destinada a personalidades, organizações e instituições públicas, civis, militares e eclesiásticas que tenham se distinguido por marcantes obras dedicadas ao bem público e que tenham prestado relevantes serviços à indústria paraense.

Após a cerimônia oficial, o governador realizará a visita aos estandes, juntamente com uma comitiva de empresários e demais autoridades do Pará.

A feira é realizada há 28 anos e comporta exposições de produtos e serviços de empresas com atuação no Pará e uma ampla programação técnica voltada para a capacitação e debate sobre temas relacionados ao desenvolvimento da indústria.

É composta por cerca de 70 estandes com mais de 100 expositores ligados à indústria, entre os quais, empresas de pequeno, médio e grande porte, dos mais diversos segmentos de negócios, que vão desde a mineração, energia, alimentos e bebidas, maquinário, confecção, entre outros; além de entidades ligadas ao setor produtivo, sindicatos da indústria e instituições de fomento.

DSC_5387
A Fipa será realizada no Hangar

Além de um espaço de exposição, também terá nos dias 16 e 17, uma programação técnica com diversas atividades e capacitações voltadas para o aprimoramento, tanto de trabalhadores da indústria, quanto de outros setores da economia. Cursos, workshops, palestras, cases e rodadas de negócios são algumas das atividades confirmadas.

Com informações da Fiepa

Leia também:
MPF pede que Celpa seja proibida de obrigar novos clientes a pagar dívidas de ex-clientes

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *