Novos imortais tomam posse amanhã em meio a remake do E-29 Show, CRecreativo

Centro Recreativo, palco do remake do E-29 Show

A Academia de Letras e Artes de Santarém (ALAS) realizará amanhã, 24, a partir das 20h30, no Centro Recreativo, o evento Tapajônia Cultural, em memória da acadêmica Dica Frazão (Raimunda Rodrigues Frazão), morta em maio deste ano, e para dar posse a novos imortais da instituição.

Tomarão posse os eleitos em junho deste ano, para a cadeira 5, a historiadora Terezinha Amorim; para a cadeira 26, o educador João Bernardo Mota Santana; para a cadeira 31, a compositora Maria Lídia Mendonça e para a cadeira 33, o cantor Ray Brito.

Essas cadeiras tiveram como últimos ocupantes os ex-acadêmicos Isauro Farias, artesão, o escritor Nicolino Campos, a artesã Dica Frazão e o escritor Éfrem Galvão, respectivamente.

Segundo o presiddente da Alas, Ednaldo Rodrigues, a programação será desenvolvida em três momentos: sessão da saudade, posse de novos acadêmicos e uma noite cultural, com a participação de cantores e poetas que integram o quadro social da academia.

E-29 SHOW, ENCENAÇÃO NOSTÁLGICA

O evento vai contar com a participação dos radialistas Ercio Bemerguy e Edinaldo Mota e dos cantores Odilson Matos, Ivone Picanço, Maria Lidia e Ray Brito, além dos músicos Djalma Pereira e Moacir Santos.

Haverá ainda recitação de poesias dos autores Renato Sussuarana, Ednaldo Rodrigues, Francisco Edson e Neucivaldo Moreira.

Será também realizado uma encenação nostálgica (remake) do E-29 Show, programa radiofônico de auditório, capitaneado inicialmente por Ercio Bemerguy e levado ao ar aos domingos pela Rádio Rural, em 1967. Depois apresentado por Ercio Bemerguy e Edinaldo Mota.

O E-29 Show foi um dos programas mais descontraídos do interior da Amazônia e, na opinião do presidente da Alas, será uma grande oportunidade para conferir de perto o talento dos dois comunicadores.

Com a posse de novos sócios efetivos, a entidade atualiza o seu quadro social com as 40 cadeiras preenchidas.

Com informações da Ascom/Alas

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

2 Comentários em: Novos imortais tomarão posse amanhã em meio a remake do E-29 Show

  • HINO DA ACADEMIA DE LETRAS E ARTES DE SANTARÉM (ALAS) *
    Letra: Emir Bemerguy e Vicente Fonseca (Santarém-PA, 27.02.2008; e Belém-PA, 03.06.2010)
    Música: Vicente Fonseca (Belém-PA, 03.06.2010; e 30.10.2010)

    I
    Academia de Letras e Artes de Santarém
    Antologia da nossa cultura
    Seleção dos imortais
    Teus patronos que fizeram a história
    A memória que devemos honrar
    Neste hino que cantamos
    Como o rio Tapajós
    De riqueza sem par.

    1º Refrão
    Florilégio neste lindo jardim
    Dos poetas, pintores, artistas
    Nossos mestres, nossa eterna lição,
    Seus exemplos devemos seguir
    Nesta nobre missão
    Belas musas que surgem do além
    Inspirando a canção.

    II
    Academia tu és santarena, quanta emoção!
    És nosso guia na vida e na obra
    Fala a voz do coração
    Neste canto da mais pura homenagem
    Aos tesouros que a história nos deu
    Sodalício tapajônio
    Guardo nesta canção
    Este hino que é teu.

    1º Refrão
    [Retornar ao 1º Refrão]

    III
    Santarém continua brilhando
    Na Cultura que a nós engrandece.
    E na terra tão bela e querida,
    Seu valor que é tão grande aparece.

    2º Refrão
    Hoje somos nas letras e artes
    Bem unidos por sermos irmãos.
    Com orgulho, integramos a ALAS,
    Pondo obras bonitas nas mãos!

    IV
    Nós mantemos o lindo ideal
    De espelhar mil belezas também.
    Que Deus sempre nos guarde e ilumine
    E a ti, nosso amor, Santarém!

    2º Refrão
    [Retornar ao 2º Refrão]

    Final
    Academia de Santarém!

    ____________________

    Coro, Orquestra de Sopros, Percussão e Piano.

    Arranjo: Vicente José Malheiros da Fonseca (Belém-PA, 06.05,2012).

    Orquestra: Flautim, 2 Flautas, 2 Clarinetes, Clarinete-baixo, 2 Saxofones-alto, Saxofone-tenor, Saxofone-barítono, 3 Trompas, 2 Trompetes, 2 Trombones, Trombone baixo, Eufônio ou Bombardino, Tuba, Contrabaixo eletrônico, Percussão (pratos, caixa e bombo), Vibrafone e Piano.

    * Vicente Fonseca escreveu os textos das estrofes I e II, do 1º Refrão e do Final, além dos dois primeiros versos do 2º refrão. Emir Bemerguy escreveu os textos das estrofes III e IV e os dois últimos versos do 2º Refrão.

    Oficializado pela Resolução nº 01, de 18.05.2012, da Diretoria da Academia de Letras e Artes de Santarém (ALAS).

    Ouça a música (execução simulada por computador):

    https://soundcloud.com/vicente-malheiros-da-fonseca/hino-da-academia-de-letras-e-1

    Homenagem aos novos membros da nossa Academia.

  • ELEGIA PARA DICA FRAZÃO
    (Olhando o ocaso)
    (Noturno)
    Música e letra: Vicente José Malheiros da Fonseca
    (Belém-PA, 20.09.1970; 02.04.2007; 28.07.2011)
    Duo para Oboé e Piano.
    Arranjo: Belém-PA, 19 de maio de 2017.

    Este noturno foi extraído de uma peça que compus em 1970 (“Olhando o ocaso”), agora com arranjo para Duo de Oboé e Piano, em homenagem póstuma para a artesã Dica Frazão, falecida em Santarém (PA), nesta data.

    Ouça a música (execução simulada por computador):

    https://soundcloud.com/vicente-malheiros-da-fonseca/elegia-para-dica-frazao

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *