Paraense de Santarém vence competição de startups na Suécia, onde mora há 3 anos, Suécia - João Bentes
Jackson, João Bentes, Siddhartha, Brenden e Isabelle, o time da VectorizeMove

Paraense de Santarém, oeste do estad, o jovem empresário João Bentes, 31 anos, é um dos integrantes da VectorizeMove, startup de tecnologia que venceu 3 dos 6 prêmios da etapa regional oeste da competição VentureCup Startup 2019, na cidade de Gotemburgo, na Suécia.

O evento foi realizado no último dia 21.

A VentureCup Startup é um competição sueca realizada anualmente desde 1998. Premia empresas que tenham ideias de negócios escaláveis e com grande potencial de impacto na sociedade – as chamadas startups.

A competição ocorre de forma regional, sucedida pela final nacional, e conta com o apoio de empresas e empreendedores dos mais diversos setores. As startups inscritas na competição têm os seus plano de negócios avaliados e, de acordo com o perfil de cada empresa, concorrem em 6 categorias.

As premiações variam de acordo com as categorias definidas pela competição. No entanto, todas as startups que participam da VentureCup Starup recebem o feedback de um júri empresarial, geralmente formado por representantes das empresas parceiras e empreendedores experientes.

Com isso, as startups têm a oportunidade de aumentar sua networking, além de poderem ganhar premiações em dinheiro.

Este ano, a disputa teve mais de 300 inscritos. A VectorizeMove foi premiada em âmbito regional nas seguintes categorias: JCE Accelerator Award, Best Traction Award e Publikens Pris.

QUEM É

João Bentes, formado em Sistemas de Informação pela Ulbra em Santarém, e é mestre em Ciência da Computação pela Universidade Federal Fluminense (UFF), é cofundador da VectorizeMove e também responsável por toda a parte de software da empresa.

Ele explica que a startup faz uso de sensores vestíveis, dispositivos móveis e algoritmos robustos aprimorados durante anos de pesquisas científicas, oferecendo um serviço de análise de marcha (ou caminhada).

“O principal valor que a VectorizeMove pretende trazer para o mercado é a possibilidade de detectar precocemente doenças de mobilidade, como Parkinson por exemplo”, diz.

Suécia - João Bentes
João Bentes, com sua esposa Bárbara (à esq.) e a irmã Kelly. As duas são também de Santarém

“Através do nosso sistema existe a possibilidade de identificar de forma simples e prematura as alterações de mobilidade e assim verificar o efeito do tratamento e acompanhar a recuperação a nível clínico (dentro e fora de uma clínica)”.

ANIMAIS E SER HUMANO

O serviço de análise de mobilidade desenvolvido pela startup pode ser utilizado tanto por humanos quanto por animais. João explica que o sistema já foi utilizado para acompanhar a marcha de cavalos de competição, animais que raramente mostram sinais de lesões ou doenças.

“A utilização do nosso sistema em cavalos pode auxiliar os veterinários e treinadores a detectar precocemente o risco de excesso de treinamento, lesões e o processo de reabilitação. Aumentando também a transparência em relação a saúde do animal quando ele for ser comprado ou vendido.” afirma.

”Estar na final nacional da VentureCup Startup é uma forte indicação de que estamos no caminho certo e que estamos a um passo de dar vida a algo que pode ajudar tanto pessoas como animais”, afirma João Bentes, que vive na Suécia há 3 anos.

O time da VectorizeMove também conta com mais 5 integrantes: Siddhartha Khandelwal (fundador), Brenden Kirby, Jackson Malcolm, Isabelle Backman e Maria von Bernard.

NA FINAL

Fundada há apenas um ano e meio, a VectorizeMove já recebeu outras premiações, tais como: Venture Cup Idea Competition 2018, IVA’s (Academia Real de Engenheiros da Suécia) 100 list from knowledge to competitiveness e Vinnova Startup Stage 1.

No dia 24 de setembro, a startup irá participar da final nacional da VentureCup Startup 2019, que será realizada também em Gotemburgo, na Suécia.

Suecia - João Bentes
A turma do VectorizeMove, startup sueca

Com informações e fotos da VectorizeMove

Leia também:
Prêmio Educador Nota 10 prorroga inscrições até o dia 3 de junho; veja onde se inscrever

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Um comentário em: Paraense de Santarém vence competição de startups na Suécia, onde ele mora há 3 anos

  • Um trabalho digno de reconhecimento pela importância prática e utilidade para a saúde. Ao que parece ainda pouco divulgado e pouco reconhecido.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *