Força tarefa acelera processo de improbidade contra sobrinho de Lira Maia, Erasmo Maia, DEM, inelegível

Erasmo Maia, acusado pelo MP de dano ao erário público

O chefe de Gabinete do prefeito Nélio Aguiar (DEM), de Santarém, Erasmo Maia, virou alvo da força tarefa do TJ (Tribunal de Justiça) do Pará, criada para acelerar os processos de corrupção, improbidade administrativa e ações coletivas em primeira instância em todo o estado.

O juiz Claytoney Passos Ferreira, da 6ª Vara Cível e Empresarial, marcou audiência de instrução das testemunhas do réu e do MP (Ministério Público) do Pará para o dia 13 de junho deste ano, às 9h.

Erasmo Maia é acusado pelo MP de improbidade administrativa (dano ao erário público/fraudes em licitações), crime supostamente praticado em 1998, quando ele exercia o comando da Secretaria Municipal de Governo na gestão do ex-prefeito multiprocessado Lira Maia, tio do réu cipoalense.

O processo nº 0003806-06.2012.8.14.0051 estava parado desde o início de dezembro de 2016.

Voltou a ser movimentado na última terça-feira, 10, com a decisão de Claytoney Ferreira.

Nos autos do processo, Erasmo Maia tem negado as acusações que lhes são feitas pelo MP.

DECISÃO LAVRADA PELO JUIZ CLAYTONEY FERREIRA NO ÚLTIMO DIA 10

Erasmo Maia - improbidade administrativa

INFORMAÇÕES SOBRE O PROCESSO (AÇÃO CIVIL PÚBLICA) CONTRA ERASMO MAIA

Erasmo Maia - improbidade administrativa

Leia também:
TRE anula sentença que absolveu Chico Alfaia de trocar voto por cirurgia de laqueadura

  • 7
    Shares

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Um comentário em: Força tarefa acelera processo de improbidade contra sobrinho de Lira Maia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *