Instituto investigado pela Perfuga receberá mais de meio milhão até dezembro, IMWF
Tinho Fonseca, diretor do IMWF, foi afastado da direção

Até o final do deste ano, o Instituto Maestro Wilson Fonseca (IMWF) receberá dos cofres públicos municipais mais de meio milhão de reais.

É o que revela o levantamento feito nesta sábado pelo Blog do Jeso no Portal da Transparência  da Prefeitura de Santarém.

O repasse financeiro (subvenção) ao IMWF está respaldado por lei, aprovada em 1986. Hoje, o valor mensal repassado é de R$ 47.700,00.

O recurso sai dos cofres municipais através da Secretaria de Cultura, e é depositado na conta da Associação de Pais e Amigos da Escola de Música Maestro Wilson Fonseca. 

O último repasse foi feito em setembro.

Até dezembro, o IMWF receberá R$ 572.400,00, que são rateados para até 50 bolsistas integrantes da entidade.

Segundo investigações do Ministério Público do Pará em Santarém, pessoas ligadas ao instituto estariam, em tese, apropriando-se ilegalmente de parte dos recursos.

AFASTAMENTO DO CARGO

E mais: que recursos estariam beneficiando, irregularmente, pessoas estranhas ao IMWF.

Em entrevista à imprensa, o diretor do instituto, Agostinho Fonseca, o Tinho, negou as irregularidades apontadas pelo MP.

Ele foi afastado do cargo por 180 dias e está proibido de ter acesso às dependências do IMWF.

A operação “Primeira Arte”, a 10ª fase da Perfuga, foi deflagrada na quinta-feira (25), com cumprimento de apenas mandados de busca e apreensão, expedidos pela 2ª Vara Criminal de Santarém.

  • 25
    Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *