Juiz manda solta 10 presos na operação do Detran; 5 vão continuar no Cucuruã, Ciretran, Santarém

O juiz Alexandre Rizzi mandou soltar nesta quinta-feira, 5, nada menos do que 10 das 18 pessoas com prisão preventiva decretada no âmbito da operação Bincagem Fantasma, cujo alvo são servidores e prestadores de serviços do Detran (Departamento Estadual de Trânsito) em Santarém.

A operação foi deflagrada no dia 20 de junho.

Dois dos acusados – Olmafran Figueiró e Flávio Costa de Lima – estão foragidos. E por isso, o magistrado manteve a prisão deles.

Cinco permanecerão presos:

— Ivanildo Paulo Fonseca Pedroso;
— Benedito Silva Lima;
— Rosinaldo Ferreira dos Santos;
— Miguel Ângelo Pereira Costa, e
— José Orlando de Medeiros Rodrigues.

Todos continuaram na penitenciária de Cucurunã (Sílvio Hall de Moura), segundo o juiz, por ficar “plenamente demonstrado na investigação existir não só indícios de materialidade de suas condutas, mas a atualidade das mesmas”.

Para o magistrado, é “necessário mantê-los presos para que se garanta a ordem pública visando fazer com que sociedade paraense (santarena) permaneça confiante e tranquila de que a corrupção endêmica está sendo efetivamente combatida”.

Foram soltos:

— Rosalba Henriques Vieira e
— Elieser de Siqueira Pinto.

Os dois irão cumprir prisão domiciliar.

Claudionor Costa, José Luiz Bentes da Costa, Márcio Roberto Pimentel e Marcelo Porto também tiveram a prisão preventiva convertida em domiciliar.

Quatro acusados ganharam liberdade provisória. São eles:

— Claudiomar de Oliveira Furtado, ex-nº 1 do Detran em Santarém;
— Waldeci Reis Lemos Mota;
— Fabrício Rente dos Santos, e
— Jonnatha de Sá Oliveira.

De acordo com o juiz Alexandre Rizzi, os 4 não mais representam “risco para ordem pública”. Mas irão ter que cumprir medidas cautelares, entre as quais não portar armas ou consumir drogas e bebidas alcoólicas, além de comparecer no fórum de Santarém mensalmente, “para informar e justificar suas atividades.”

Atualizado às 15h15 de 05/07/2018

No final da tarde de ontem, 4, Olmafran Figueiró, que estava foragido, se apresentou à polícia. E já está recolhido à cela no presídio de Cucurunã.

  • 5
    Shares

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

3 Comentários em: Juiz manda soltar 10 presos na operação do Detran; 5 vão continuar no Cucurunã

  • “Não representam riscos para a ordem pública”. Então coloquem eles novamente para gerir recursos financeiros em repartições públicas e depois vejamos o resultado.

  • Vai ter vereador ligado a sindicato que em breve terá que se explicar a justiça federal.
    Não só ele como tbem Seus parceiros de seguro defeso.
    Aguardem

  • Não entendi a soltura do ex número 1 do Detran que é primo de um vereador. Ele e o Bene da Vip eram os caras da maior falcatrua no Detran que mexiam com veículos recolhidos ao pátio.. Os demais envolvidos a roubalheira era nas CNH. Esse Bene (vulgo Japonês está milionário, foi o primeiro gerente da VIP onde se encontrava roubando até agora. Lugar de bandidos é na cadeia. Todos os bandidos devem devolver com juros o rombo que deixaram no Detran. Tenho dito!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *