Peculato: o crime comum aos condenados na Perfuga; conheça os 7 tipos de peculato, Fórum de Santarém. Foto - Jeso Carneiro
Sede do Judiciário em Santarém

Há uma prática criminosa que une todos 8 réus sentenciados até agora na Perfuga em Santarém, oeste do Pará: o peculato.

Do empresário Westerley Oliveira, a quem foi reservado a pena mais dura, à Maria Gorete Moura, fantasma da Câmara de Vereadores penalizada com pagamento de cesta básica e prestação de serviço comunitário, todos foram punidos pelo crime.

A exceção é Jaynara Thayse Nascimento.

Ela foi única absolvida entre os 8 pela Justiça. Todos, inclusive Jaynara, foram acusados pela força-tarefa da operação de peculato.

Os condenados mais recentes foram Mano Dadai, vereador, e a sua esposa, Patrícia Gonçalves.

O que é peculato?

 

Segundo o STF (Supremo Tribunal Federal), é crime praticado por um servidor público que se apropria de dinheiro ou qualquer bem a que tenha acesso em razão do cargo. Sua fundamentação legal é artigo 312 do CP (Código Penal).

Quando uma pessoa que não é servidor público se associa a esse para desviar recursos públicos, ela também será enquadrada neste tipo de crime.

OS 7 TIPOS DE PECULATO

Os 7 tipos de peculato

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *