TJ do Pará anula julgamento de crime de feminicídio ocorrido em Santarém , Raphael Machado e Martiniano

Raphael Machado e Felipe Martiniano, advogados do réu

O TJ (Tribunal de Justiça) do Pará anulou o julgamento de um caso de feminicídio ocorrido em Santarém em 2015, cujo réu foi condenado pelo tribunal do júri em fevereiro deste ano.

A decisão, à unanimidade, foi da 1ª Turma de Direito Penal do TJ, em sessão realizada na última terça-feira, 21.

Os desembargadores, com base nos argumentos dos advogados do réu Ednei Pantoja, 26 anos, anularam o julgamento por “cerceamento da defesa”, e determinaram a realização de “um novo júri” popular.

O voto da relatora do caso, desembargadora Vânia Lúcia Silveira, foi decisivo para esse desfecho.

A vítima do crime, Leidiane Sousa Guimarães, 26 anos, teria sido morta a pauladas pelo seu companheiro Ednei Ramos Pantoja.

A defesa do réu no TJ foi feita pelos advogados Filipe Martiniano e Kleber Raphael Machado.

Neste link, mais informações sobre o tribunal do júri anulado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *