Ele sai da vida terrena para a imortalidade, diz Academia de Letras de Santarém sobre Hélcio Amaral
Hélcio Amaral iria completar 79 anos

Em nota à imprensa, na manha desta segunda-feira, a Academia de Letras e Artes de Santarém (ALAS), afirmou que “nosso confrade sai da vida terrena para a imortalidade plena”, em referência a Hélcio Amaral, que morreu hoje.

O historiador e escritor lutava contra um câncer. Morreu em sua casa por volta das 7h30. Era natural de Juruti, oeste do Pará.

Leia a íntegra da nota, assinada pelo nº 1 da instituição, Anselmo Colares:

NOTA DE FALECIMENTO

A Academia de Letras e Artes de Santarém (ALAS) lamenta com pesar o falecimento do historiador e escritor HÉLCIO AMARAL DE SOUSA, ocorrido segunda-feira, 17 de junho, por volta das 7h30, em Santarém.

Hélcio Amaral de Sousa foi um dos fundadores da Academia de Letras e Artes de Santarém (ALAS). No dia 28 de dezembro de 2004 tomou posse como membro efetivo e vitalício, titular da cadeira nº 16, que tem como patrono o arqueólogo Inácio Ubirajara Bentes de Sousa.

Hélcio Amaral pertenceu a primeira turma de acadêmicos nomeados por decreto municipal, depois de eleito por meio de uma pesquisa aberta e espontânea junto a integrantes do meio cultural, realizada pela Comissão de Instalação da ALAS, em 2004. Hélcio Amaral também foi vereador, Presidente da Associação Comercial e Empresarial de Santarém e Secretário Municipal de Cultura. 

 

O corpo de Hélcio Amaral será velado na capela mortuária do Santíssimo Sacramento, no bairro da Prainha, e o sepultamento será amanhã, em Santarém, em horário a ser definido pelos familiares.

Neste momento dor pela brusca partida, unimo-nos aos parentes e amigos de Hélcio Amaral, para compartilhar o nosso profundo pesar, na certeza de que já está na gloria de Deus. Nosso confrade sai da vida terrena para a imortalidade plena. Fica na memória e na história dessa terra que o acolheu e que ele adotou.

Santarém – Pará, 17 de junho de 2019.

ANSELMO ALENCAR COLARES, presidente da ALAS


Confira quem são os ocupantes da Academia de Letras e Artes de Santarém, NESTE LINK

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *