Foto: Núbia Pereira/Blog do Jeso
Morre o primeiro gerente da Cargill em Santarém; Antenor morava em São Paulo
Giovaninni estava com 67 anos

Antenor Pereira Giovaninni, o primeiro gerente da multinacional Cargill em Santarém, morreu em São Paulo aos 67 anos.

Ele foi vítima, ontem, 10, de um infarto fulminante em sua residência na capital paulista.

Leia também – Empresário santareno morre depois de colisão frontal entre veículos em Macapá

Estava aposentado desde 2009, após uma trajetória de 40 anos na Cargill.

Tinha imóveis em Santarém, mas resolveu voltar a morar na capital paulista para cuidar de sua mãe, que tem 91 anos.

Antenor estava sozinho em seu apartamento no momento em que sofreu o ataque cardíaco.

Ele tinha problemas cardíacos, tendo se submetido no ano passado a uma cirurgia.

Em janeiro deste ano, Giovaninni, de ascendência  italiana, concedeu uma longa entrevistas à jornalista Núbia Pereira, para a seção No Salto.

“Amo de paixão essa terra [Santarém]. Devo voltar. Mas, olhando 2002 (quando aqui cheguei) e 2016 … tem diferenças ???? Não poderíamos ter aproveitado mais? Aprendido mais?”, disse.

Neste link, leia a íntegra da entrevista.

Segundo a atual esposa de Antenor, Daniela, o corpo dele será cremado e as cinzas serão transportadas para Santarém, conforme manifestou desejo em vida.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

3 Comentários em: Morre Antenor Giovaninni, o primeiro gerente da Cargill em Santarém

  • A vida é sempre digna de muitas reflexões. Com Antenor ela se fazia mais reflexiva ainda. Como poucos daqui, este paulistano viveu a maior história de amor, paixão e verdadeira cumplicidade com esta cidade que conheceu e de pronto se apaixonou. Dela só pedia que fosse bem aceito, como sempre foi, principalmente por aqueles que desfrutaram de sua amizade, do seu convívio e do seu carinho. Como poucos sabia respeitar opiniões e das suas não abria mão jamais, assim como sua paixão pelo Palmeiras.
    Amigo Giovannini, que Deus tenha recebido sua alma com luz e paz, e no repouso de tuas cinzas neste rincão, por quem te apaixonastes, seja o sumo da terra viril e forte para fazer brotar a grandeza de sua personalidade e imensidão do amor que por ela sempre vivenciastes.
    Meus sentimentos à Daniela e a Giovanna.

  • Um grande homem. Íntegro, honesto, trabalhador, sonhador e realizador. Gostava muito desta terra e não se conformava com nosso baixo desenvolvimento apesar de todas as potencialidades. Um exemplo de vida. Uma grande e triste perda. Que o amigo possa, de onde estiver, continuar a sua luta incansável pelo certo e pelo justo, características daqueles que terão o privilégio de compartilhar da morada divina.

  • Conheci Antenor quando ele era gerente da Cargil, em Santarém, apesar de poucas vezes, mas era um homem muito inteligente e com uma grande preocupação com o desenvolvimento de nossa região. Depois nosso contato foi pelo Facebook, sempre me perguntava sobre os portos que se estavam se instalando em Miritituba. Tinha um grande conhecimento nesse setor do agronegócio.
    Tinha um grande preocupação com a forma que era construidos os portos aqui em Itaituba.
    Com toda certeza, deixou sua marca nessa região.
    Que Deus o tenha em Paz!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *