Nélio Aguiar decreta luto oficial de 3 dias pela morte do historiador Hélcio Amaral
Nélio Aguiar, prefeito de Santarém

O prefeito de Santarém (PA), Nélio Aguiar (DEM), decretou luto oficial de três dias em memória do historiador, escritor e ex-vereador Hélcio Amaral, que faleceu nesta segunda-feira (17).

Leia a nota do prefeito no fim do texto. Hélcio Amaral tinha 78 anos. Lutava contra um câncer.

Deixa viúva a professora Rosinete Amaral.

A Prefeitura de Santarém manifesta seu voto de pesar e decreta Luto Oficial pelo falecimento do senhor Hélcio Amaral de Souza, 78 anos, que faleceu na manhã desta segunda-feira, 17, em Santarém.

Hélcio Amaral nasceu em Juruti, morou em Óbidos e fixou residência em Santarém. Grande conhecedor de nossa história, foi um homem público que reuniu vários talentos.

 

Era contabilista de formação, escritor, historiador, empresário e político. Imortal, ocupava a cadeira nº 16 da Academia de Letras e Artes de Santarém (Alas), além de ser membro fundador do Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós (IHGTap).

Hélcio foi vereador, em 1988, e secretário municipal de Cultura de Santarém. Como comerciante foi presidente da Associação Comercial de 1981-1982.

O prefeito Nélio Aguiar decretou Luto Oficial por três dias.

Que Deus conforte os corações de seus familiares e amigos.

Nélio Aguiar
Prefeito de Santarém

Luís Alberto Pixica
Secretário Municipal de Cultura

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Um comentário em: Nélio Aguiar decreta luto oficial de 3 dias pela morte do historiador Hélcio Amaral

  • Justa homenagem do nosso prefeito. Seu Hélcio foi uma das figuras mais interessantes e agradáveis com quem tive o privilégio de conviver. Pai zeloso, marido exemplar, irmão dedicado e amigo fiel, alem de profundo conhecedor de historia como um todo. Esse era mestre Hélcio. Conforto à família. Amigo Poda, querida Profa. Rosinete e filhas, meus sinceros sentimentos. Laudelino Filho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *