MRN cancela contrato com a MAP por 'falta de segurança'; Total entra na rota

Em um comunicado interno, do dia 2 deste mês, a Mineração Rio do Norte, em Porto Trombetas (Oriximiná), oeste do Pará, informou aos seus funcionários que suspendeu a utilização da empresa aérea MAP como alternativa de transporte aéreo para entrada e saídas da região.

Segundo site Aeroin, a mineradora frisou que decisão visava preservar a segurança de colaboradores, familiares e da comunidade. Sem entrar em detalhes.

 

“Tal decisão reflete os últimos acontecimentos em diversos voos e datas, alguns deles envolvendo as rotas que atendem a Mineração Rio do Norte”, diz a nota.

No dia 10 último, a MRN emitiu outro informe, em que confirma o fechamento de um acordo com a Total Linhas Aéreas, para voos às quartas, quinta, sextas, sábados e domingos, ligando Porto Trombetas a Manaus.

Suspensão temporária

No dia 15, a MAP emitiu nota em que informa a suspensão temporária de suas operações em Porto Trombetas, Coari/AM, Tefé/AM e Eirunepé/AM, a partir desta segunda-feira (21).

Segundo a empresa, a medida foi necessária até que sejam realizadas adequações dos referidos aeroportos quanto a requisitos operacionais exigidos, sem dar detalhes do que estaria inadequado.

No mesmo dia, a Infraero, que administra o aeroporto de Tefé, emitiu comunicado à imprensa, esquentando a conversa.

 

“A Infraero esclarece que o Aeroporto de Tefé está homologado pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) e atende a todos os critérios de segurança para receber operações comerciais de aeronaves como o ATR-42, ATR-72 e o Embraer E195 – os mesmos utilizados pelas companhias aéreas que atualmente operam no aeroporto, Azul e MAP. Dessa maneira, a decisão de suspender operações nesse aeroporto, administrado pela Infraero, compete exclusivamente à empresa aérea em questão, visto que a estrutura existente está de acordo com as normas operacionais e de segurança do órgão regulador”.

Por outro lado, os demais aeroportos são administrado pelos governos locais e o aeroporto de Porto Trombetas é concedido à MRN e se encontra plenamente operacional.


Primeiro comunicado

https://2.bp.blogspot.com/-YmdAvnQjw10/Xa34lx_XHjI/AAAAAAAAfxc/q_VmOGSvLPg45i2Yu8igKgY61rvrR5MSgCLcBGAsYHQ/s1600/MRN-comunicado-1.jpg

Neste línk, a íntegra da reportagem.

— LEIA também: Justiça Federal dá 30 dias para táxi aéreo de Itaituba pagar dívida de R$ 63 mil

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *