Sedes de mineradoras, Juruti e Oriximiná registram queda de emprego em setembro, Oriximiná (3)
Orla de Oriximiná: emprego em baixa 

Os dois principais municípios mineradores do oeste do Pará — Juruti e Oriximiná – encerraram o mês de setembro com saldo negativo de empregos formais.

Ou seja, mais pessoas foram demitidas do que admitidas no período, de acordo com os novos números do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), do Ministério do Trabalho.

As demissões foram maiores em Oriximiná, sede da MRN (Mineração Rio do Norte), no total de 300 — contra 63 admissões, enquanto que em Juruti (sede da Alcoa) elas chegaram a 113, sendo computadas no mês 112 admissões.

No ano (janeiro a setembro), os dois municípios aparecem com saldo negativo na criação de novas vagas.

Postos de Trabalho - Juruti e Oriximiná

Leia também:
As 10 melhores cidades do Pará para arranjar emprego; Parauapebas lidera

  • 42
    Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *