Porto de Santarém é 2º do Arco Norte a escoar milho e soja para exportação, porto de santarém
Porto de Santarém, o 2º do ranking do Arco Norte em exportação de soja e milho

A participação do chamado Arco Norte no escoamento de soja e milho para os mercados consumidores internacionais dobrou em 8 anos, pulando de 14% do total exportado do país, em 2010, para 28% em 2018.

Os números são do Estatístico Aquaviário, da Antaq (Agência Nacional de Transportes Aquaviários), divulgado na semana passada.

Ainda de acordo o Estatístico Aquaviário, os estados localizados dentro do Arco Norte — todos os estados do Norte e do Nordeste, além do Mato Grosso e parte de Goiás e Minas Gerais — responderam por 52% da produção brasileira de soja e milho (103,7 milhões de toneladas) em 2018.

As principais instalações portuárias que escoaram soja e milho para exportação no Arco Norte, em 2018, foram os seguintes portos públicos:

— 1º) Itaqui (MA), com 9,7 milhões de toneladas;

— 2º) Santarém (PA), com 4,6 milhões de toneladas;

— 3º) TUP (Terminal de Uso Privado) Cotegip (BA), com 3,8 milhões de toneladas;

— 4º) TUP Montanha (PA), com 3,2 milhões de toneladas e,

— 5º) TUP Terfron (PA), com 2,8 milhões de toneladas.

LADEIRA ACIMA

O aumento da participação do Arco Norte se intensificou a partir de 2014. Naquele ano, atingiu 17%, saltou para 21%, em 2015, e chegou a 27%, em 2017.

Já pelos portos da chamada “Saída Sul” (Santos, Paranaguá e outros), foram escoados para exportação, no ano passado, 75,3 milhões de toneladas.

Os destaques no escoamento das exportações de milho e soja em 2018, pelo Arco Sul, foram os portos de Santos (27,9 milhões de toneladas), Paranaguá (PR), com 16,4 milhões de toneladas, Rio Grande (RS), com 6,6 milhões de toneladas, e São Francisco do Sul, em Santa Catarina (5,9 milhões de toneladas) e o TUP de Tubarão (ES), com 5,2 milhões de toneladas.

Com informações da Agrolink


Leia também:
4 números sobre a concessão de áreas do Porto de Santarém para iniciativa privada

  • 693
    Shares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *