CPH nega fraude em licitação de terminais hidroviários no Baixo Amazonas, Alexandre Von, CPH

Alexandre Von, presidente da CPH

Contraponto da CPH (Companhia de Portos e Hidrovias) do Pará, presidida por Alexandre Von, à matéria Licitação de 4 terminais hidroviários no Baixo Amazonas sob suspeita de irregularidade:

Nota de Esclarecimento

A Companhia de Portos e Hidrovias do Estado do Pará, empresa pública responsável pelo desenvolvimento da infraestrutura portuária e hidroviária no Estado, realizou no mês de outubro de 2017 as Concorrências Públicas de nº 01/2017, que tem como objeto a contratação de obras e serviços de engenharia para a construção do Terminal Hidroviário de Passageiros no Município de Almerim e Terminal Hidroviário de Passageiros e Cargas no Município de Prainha, e a nº 02/2017, que tem como objeto a contratação de obras e serviços de engenharia para a construção dos Terminais Hidroviários de Passageiros e Cargas nos Municípios de Faro e Terra Santa.

Na Concorrência Pública de nº 01/2017, tiveram como participantes 3 empresas, apresentando os seguintes valores:

— Engeport Engenharia – R$ 6.989.895,23
— Decol Decorações Ltda – R$ 7.460,062,70
— Paulo Brígido Engenharia – R$ 7.496.578,08

Consagrando-se vencedora a empresa Engeport Engenharia, a qual apresentou todas as condições habilitatórias e menor preço.

A Concorrência Pública nº 02/2017 teve como única participante a empresa Engeport Engenharia, a qual apresentou proposta de preços na ordem de R$ 8.239.820,51, consagrando-se vencedora com orçamento inferior ao cotado pelo órgão.

Cabe esclarecer que a CPH já prestou todas as informações solicitadas pelo representante do Ministério Público, fornecendo documentos que comprovam a lisura de todos os atos praticados nas citadas licitações.

Companhia de Portos e Hidrovias do Estado do Pará
Assessoria de Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *