A farofeira camaleoa que faz da cozinha sua elevação espiritual,

Bruna Pereira, corpão que evita carboidratos

por Núbia Pereira (*)

O bate papo é com a santarena Bruna Pereira, estudante de Psicologia de 1,78m de altura e 72 quilos. Dona de um corpão de parar o trânsito, ela garante que não se esforça muito para manter o corpo em forma, mas evita carboidrato. Eclética.

Na sua playlists, se acha desde “É o Tchan” até “Vivaldi”. Claro, como típica paraense, tem preferência por brega e carimbó.

“Quem não gosta de estar no meio do pitiú, né?”.

Já foi, por diversas vezes, vítimas de preconceito, principalmente pelo jeito diferente de ser e agir. “Foi bem difícil pra mim ser vista e julgada pela forma que eu me vestia, pela forma que eu gosto de ser, pelas tatuagens que, aliás, não querem dizer nada mais que uma decoração corporal. São como quadros numa casa. E a minha casa é muito bem decorada!”.

Hummmmm… que legal. Como exatamente você se define?

Diferente. Livre. Com gênio forte, mas com um coração de princesa. Hahahahaha… Difícil a gente se definir, né? Quem tá “de dentro” não se enxerga tão bem… Vez ou outra faço uma autoanálise e me olho mais, me percebo mais pra ver onde tô errando.

Tuas fotos nas redes sociais são pra sensualizar mesmo, a tua vida é um livro aberto?

Eu digo que nem tanto. A gente mostra o que quer que as pessoas vejam. Tem coisas que é bom deixar guardado. As pessoas falam demais. Falam até sobre o que não sabem…Imagina se souberem…hehehe…

Verdade! Existe algum segredo na vida da Bruna? Bora contar logo pra todo mundo? Hahahahaha…

Hahahahahahahahaha… Tem alguns! E uns terríveis até… mas ainda não é a hora de contar, porque exigem um pouco de tempo e esforço.

Alta, magra, às vezes loira, as vezes morena, as vezes ruiva…você está sempre em constante transformações, isso só na aparência?

Cada vez que mudo minha aparência é porque algo dentro de mim, mudou… A mudança se externa…E é bom ser uma camaleoa. Uma metamorfose ambulante. Mudar cabelo, roupa, fazer tatuagem… Mostra que estamos em constante mudança e evolução.

farofeira7

Como você cuida do seu corpo?

Acho até que sou meio descuidada com meu corpo. Mas o pouco que faço é evitar comer besteiras e dar uma caminhada…

Faz dieta?

Mais ou menos! Eu só evito muito carboidrato. Cortei quase que completamente o arroz da minha vida. Era uma paixão, mas fazia muito mal.

Bebe?

Já fui muito de tomar destilados. Adorava whisky… mas hoje em dia eu só não dispenso uma boa e velha cerveja gelada!!!

Tens uma personalidade invejável, herdou de quem?

Da mulher mais incrível desse mundo: minha vó Lourdes, que era o ser mais maravilhoso da terra! Com ela aprendi a ser alegre, a dar minha cara a tapa, a ajudar quando precisam da minha ajuda, a cozinhar, a ser honesta, humilde e grata por tudo. É nela que eu me espelho!

Você é uma mulher decidida, sabe o que quer e não tá nem ai para o que falam, isso ajuda ou atrapalha?

Depende da situação… Às vezes tenho problemas em casa por conta desse meu jeito. Eu decidi que não ia deixar que as pessoas mandassem nas minhas vontades ou no que fizesse meu coração vibrar. Então eu bato o pé, eu faço e falo. Já que vão me julgar de qualquer forma, então que me julgue ao menos sem eu estar arrependida do que fiz.

A Bruna é uma mulher liberal?

Maaaais ou menos!hahahaha… Assim, como não vejo tabu em muita coisa, para outras eu sou mais conservadora… Acho que pra tudo tem um limite, justamente por não confundir as coisas. Tenho princípios que não mudam e acho que é bom para manter um equilíbrio.

Do que gosta?

Liberdade, pra você ser você mesmo. Alegria, por estar feliz com quem é; respeito, por si e pelo o outro; diversão, porque ninguém é de ferro, né? Ajudar, porque um dia eu é quem posso estar precisando, como já precisei um dia.

O que não suporta?

Falta de respeito, pela escolha e pela vida do outro; machismo, esse eu nem preciso dizer o motivo; homofobia, essa porque não leva ninguém a nada, apenas ao ódio sem ter porquê, afinal não nascemos pra ser fiscais do c* alheio! Cada um que cuide do seu; inveja, porque se algo em alguém te faz querer ter/ser igual, tente, mas não destrua a vida de ninguém, nem diminua o outro por não ser capaz de fazer ou ser igual a ele. Faça outra coisa ou tente também.

Tá namorando, paquerando, ficando, agarrando alguém?

Solteira, sim! Sozinha, nunca! Hahahahahahahahaa… Tô brincando. Eu tô em busca de uma troca de energia legal. E deixar pra trás algumas situações. Digamos que estou de boa… Não quero que se, por um acaso, eu conhecer alguém incrível, tenha um coração machucado pra dar a essa pessoa.

Gosta de meninos e meninas?

Gosto de meninos, apesar de que já tive que ouvir muito por aí que eu fico com mulher. Engraçado que as pessoas querem saber mais da nossa vida do que nós mesmos. Mas não veria problema algum se gostasse de meninas… Afinal somos lindas e maravilhosas!

farofeira10

És muito seletiva?

Um pouco. Gente inteligente e com bom papo faz minha cabeça… E eu não sei disfarçar quando não gosto de algo. Então é melhor evitar transtornos, né? Hahahahah…

O que você já fez por amor?

Tantas coisas…kkkkkkkk. Enchi um carro de bilhetinhos com “eu te amo” e trechos de música… Viajei o dia inteiro só pra encontrar alguém… Quando acaba parece q n valeu a pena, mas vale sim. Vale pra quem sente de verdade.

Qual local mais incrível que você já fez amor?

Eitaaaaa!Hahahahahahaha… – censurado pela família – hahahahaha… Praia.

Diga me com quem tu andas que eu te direi quem és… O que esse ditado significa pra ti?

Acho que você tem que escolher bem quem anda do seu lado. Nem todo mundo quer seu bem.Tem muita gente que é tóxica, parasita. Parece que tá ajudando, mas na verdade tá é afundando você.

Com quem realmente você gosta de andar?

Com gente bacana, inteligente, verdadeira. Gente que acrescenta. Acho que isso até define os amigos que eu tenho e que são mais próximos. Que estão comigo em tudo…

Você topa tudo por amor? E por dinheiro?

Por amor eu digo que sim! Mas por dinheiro não. Acho que pra isso tem que haver um limite.

Você é do tipo que já chega causando…Te considera extrovertida ao extremo?

Hahahahaha… Nem sempre eu consigo causar. Mas, vez ou outra eu dou uns sustos na minha família. Show do Alok que o diga… kkkkk

O que você não engole?

Injustiça. Fofoca…Eu não levo desaforo pra casa. Brigo mesmo! E se, caso eu não consiga resolver uma situação, nem durmo de tanta raiva. Kkkkkk…

Todo mundo deseja mudar algo em si… Mudaria o que no teu corpo?

Colocaria, silicone, talvez. Mas bem pouco, porque grande fica artificial demais.

Você se considera uma it-girl?

Olhaaaa, a minha definição de “It girl” é alguém com atitude. Acho que posso dizer que sim…Sempre gostei de ser diferente, de ousar, de me sentir bem com a minha roupa sem me importar cm os padrões.

O que é ter estilo para você?

É ter atitude. É vestir algo que mostra o que você sente, quem você é!

farofeira1

O estilo define a pessoa?

Acredito que sim. O estilo é justamente a expressão do que a pessoa sente, do que ela é, de como ela se vê. Eu me visto de acordo com o meu humor e com o que eu quero passar para os outros.

Ser livre, ter estilo diferente, muda os valores em casa, na família?

Não digo que muda os valores, mas muda alguns conceitos que podem virar preconceitos. Sempre converso com a minha mãe sobre minhas vontades, meus ideais, minha personalidade e o como eu vejo o mundo, principalmente para que ela não se assuste e para que ela não tenha uma cabeça fechada demais, porque o mundo não é só isso aqui.

Tem gente que te olha “torto”?

Teeeemmuuuita gente que me olha torto. Antes eu ficava bem crisada com isso…Hoje em dia não me afeta tanto. Acho que a gente tem que entender que quando moramos em cidade pequena pagamos um preço alto por sermos diferente da maioria…As pessoas se incomodam com tudo.

Já até terminei namoro por conta da não aceitação de quem eu sou. Por causa da tatuagem, cabelo, etc… Foi bem difícil pra mim ser vista e julgada pela forma que eu me vestia, pela forma que eu gosto de ser, pelas tatuagens que não querem dizer nada mais que uma decoração corporal. São como quadros numa casa. E a minha casa é muito bem decorada!

O que você faz?

Aprendi a ignorar mais. Às vezes dói, incomoda, mas esses tempos vi um vídeo do Leandro Karnal que dizia sobre não dar bola pra gente babaca. Se não é verdade o que dizem sobre nós, não temos porque nos ofender. E se for verdade, temos que admitir e seguir em frente. Até porque não é da conta da pessoa que tá apontando o dedo na nossa cara, né?

O que significa a palavra preconceito pra você?

Falta de respeito pela decisão, pela vida, pela escolha e pelo mundo do outro, o qual não nos diz respeito. É tomar um veneno e esperar que o outro morra. É causa de muita desgraça no mundo.

Com quantos anos você resolveu que iria deixar de ser uma menina normal e se tornar essa garota fashion?

Acho q desde os 14. A minha mãe tinha uns amigos que me montavam… O Roberto Mansur me monta desde que eu tinha cabelinho chanel e só usava tênis, calça jeans e camiseta. Ele me mostrou que eu podia ser mais que isso…

E quando a coragem de colocar uma roupa que eu achava linda, mas era muito diferente, ele dizia que eu ia ser única assim. Hoje eu tenho o Michael. É meu melhor amigo e a gente sempre dá pitaco um na roupa do outro.

Como se vestir bem com pouco dinheiro?

Peças chaves e achados em lojas de departamento famosinhas, mas que são bem em conta, fazem muita diferença. E brechó, que é algo que eu adoro e sempre acho algo para customizar ou apenas dar uma boa lavada e fazer uma combinação bacana!

farofeira4

O que de mais louco você já fez e o que ainda falta fazer?

Acho que morar em São Paulo e me virar sozinha em tudo lá foi a coisa mais louca que eu já fiz…Não é fácil você viver sozinha numa cidade daquela que não para nunca. Mas, cada dia, pra mim, era uma aventura, uma descoberta. Descoberta da vida. Conheci muita gente nova, gente louca, gente autêntica… Apesar de ser assustador era muito encantador também.

Sobre o que ainda me falta fazer eu acho que, viajar pelo mundo mochilando mesmo…Sem frescura! Aos 26 anos, assumi um papel independente, como “Farofeira”, tem comida pra todos os gostos? kkkkkk… Olhaaaa, tô tentando agradar um pouquinho de cada pessoa. Como tem gente que não pode comer tantas iguarias regionais eu faço pratos variados com outros ingredientes pra não deixar ninguém de fora!

O que fez você virar “Farofeira”?

Eu já cozinhava antes. Minha vó me ensinou porque ela dizia que quando ela morresse, e se eu tivesse que ficar na casa de alguém, pelo menos comida eu saberia fazer e não pegaria tanto pela cara.

Quando eu precisei fazer um minicurso de psicologia forense, vi que tava sem grana. Não achava justo pedir da minha mãe, já que ela ainda tem muitos gastos comigo. Então rolou a ideia de fazer para vender. Eu perdi o curso. Mas foi só esse, o próximo estarei lá graças a Deus, a minha vó pela sabedoria, a minha mãe pelo incentivo e a Farofeira pela vontade e amor pela comida.

Dizem que a mulher prende o homem pela boca, você se especializando na cozinha, lá no fundo rola uma pretensãozinha?

Não vou te dizer que não, mas não me baseio nisso. rsrsrsrsrs Mas é tão bom você depositar carinho na hora de cozinhar pra alguém especial. Esses dias eu fiz um café da manhã tão bonito é tão gostoso. hahahaha. Coloquei até florzinha num vasinho… Foi feito com muito carinho.

Você já segurou alguém pela boca? hahahah

Hahahahahahahah… Tive um namorado que amava o bolo de coco que eu faço! Mas também gostava muito das massas e outras comidas. Acredito que não era só por isso que ele tava comigo não, até porque só cozinhei pra ele depois d um tempo juntos.

Já namorou alguém que cozinhava mal?

Hahahahahahaha… já namorei gente q não sabia nem esquentar água! Mas também já conheci muita gente que fez comidas maravilhosas pra mim.

De que forma você decide o que vai oferecer no dia?

Eu vejo o que fiz no dia anterior e penso no que estou disposta a fazer, pois estudo e, às vezes, tem trabalhos, seminários, estudos então não posso deixar um atrapalhar o outro…

Rola romantismo na hora de preparar a comida?

Sempre rola! A cozinha é o meu momento de resiliência diário. Eu penso na vida, no amor, no futuro e com bons pensamentos vai saindo a comida. Se não for pra fazer com amor e coisa boa melhor nem fazer né?

Hehehehe… Aliás você é uma mulher romântica?

Extremamente romântica. Eu gosto de cuidar, de sentir, de amar, de fazer tudo pela pessoa… Mando flores (pois não é só homem que da flores pra mulher), chocolate… levo café na cama, dou presentinhos surpresa, músicas… são pequenos gestos que fazem você mostrar o quando a pessoa é importante e o quanto você estar feliz por estar com a pessoa ali.

Qual o prato que você preparou e que “causou”? Qual a ocasião?

Escondidinho de avium com batata doce e creme de ricota. Fiz num dia que eu queria inovar e fazer algo pra dar outra cara para a “Farofeira”.

Eu tenho um segredinho que faz ficar muito interessante a mistura. Mas, comecei a fazer um pirarucu à casaca que não deu pra quem quis de tão bom que estava.

farofeira6

Você que comanda as comidas de final de ano na família?

Hahahahah… Na verdade é minha tia Natacha quem faz tudo ou o meu padrasto. Eles cozinham muito bem também então fica por conta deles…Eu sempre ajudo porque minha tia cozinha igual a Ana Maria Braga, ou seja, sóse tiver tudo cortadinho. Hahahahahaha… Esse ano acho que vou fazer um prato pra a família!

Além das receitas ensinadas pela vozinha, você tem alguma de sua autoria?

Teeeenho algumas! Ainda são simples, mas tô estudando e tentando deixá-las diferentes e com a minha cara, afinal autenticidade é tudo!

Quem cozinha come muito?

Hahahahahaha… Quando eu cozinho sempre provo, mas nunca como. A gente fica focado e acaba esquecendo. Mas amo comer e sou bem sensível à sabores. Adoro descobri-los!

Quem são seus clientes?

Meus clientes são as pessoas que apreciam a culinária paraense, nortista; a comida feita com amor e com tempero forte. Levo sempre para as pessoas que querem uma alimentação bem servida, saudável e mais prática.

Compensa cozinhar todo dia?

Compensa mais pro meu lado espiritual. É na cozinha que eu me equilibro, invento, me sinto livre e focada. É recompensador terminar os pratos e vê-los todos bem feitos e nos potinhos. Da uma sensação de dever cumprido.

Qual o prato mais vendido pela Farofeira?

Farofa de piracuí com banana! hahahahahahaaa… Foi com essa iguaria que eu comecei e, graças a Deus, é a mais pedida até hoje!

Quais são suas pretensões futuras?

Ter um ponto onde a Farofeira possa mostrar a que veio!Hahahahaha

Quer expandir o negócio?

Quero muito expandir…Já mandei farofas pra outras cidades e até outros Estados! Espero sim que as coisas cresçam e muito!Amo o que faço e quero dar esse orgulho pra minha vó! Faço combos para eventos também… Afinal, eu ganhei nome com um evento numa loja que lançou uma coleção inspirada no Pará!

Aproveita então e passe uma receita gostosa para gente…

Salada de camarão com feijãozinho verde:
✅feijão verde 1 pacote
✅pimentão vermelho e amarelo. 2
✅camarão 500 gramas
✅tomates 3
✅pepino 1 pepino pequeno
✅cebolinha picada e coentro
✅ 3 pimentas de cheiro picadas

Modo de preparo:
Coloque o feijãozinho verde pra cozinhar por 10 minutos sempre provando para ver se está mole e no ponto. Não pode cozinhar muito. Refogue o camarão com cebolinha, coentro e as pimentinhas de cheiro com azeite e reserve.

Corte os pimentões, tomates e o pepino em cubinhos e reserve. Misture o feijão com o camarão refogado e a saladinha de pimentão.

Molho:
Azeite extra virgem, limão e sal a gosto.
Pronto!
Hehehehe

farofeira9

Leia também:
O engenheiro que diz o que quer: Oti Queiroz

  • 480
    Shares

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

5 Comentários em: A farofeira camaleoa que faz da cozinha elevação espiritual

  • Já sou fã desse quadro de bate papo. Hoje, com a Farofeira, então, senti até mais fome. Em cada resposta, um ingrediente necessário pra quem busca ser feliz. Depois do alimento espiritual, que deveria ser a razão principal de todos nós, ao final, fomos brindados com uma receita de salada de camarão, que eu vou seguir à risca, também.

  • Fui a Santarém em Setembro e Eu provei a Farofa Da Bruna que foi recomendado por um amigo e recomendo para qualquer ocasião, além de muito gostosa e feita com amor! Além de tudo, ela é uma pessoa muito centrada e focada naquilo que quer, dei algumas dicas comerciais para ela, tomara que sirva como exemplo!

  • MARAVILHOSA ❤️

  • Eu conheço.. é uma farofeira maravilhosa. ❤

  • Estou indo a Santarém. Onde fica….

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *