Apesar da atual crise global na indústria do alumínio, a Alcoa movimentou no último ano mais de R$ 148 milhões em compras no Pará, principalmente no oeste do estado.

Do total, 92% foram investidos em municípios da região, como Juruti, Santarém e Oriximiná.

Leia também:
Priante quer relatoria do Código da Mineração.

A mineradora investe na valorização de fornecedores locais, compromisso assumido desde a implantação do empreendimento da Alcoa em Juruti.

De acordo com o balanço da empresa referente a 2012 e ao primeiro quadrimestre de 2013, somente em Juruti foram adquiridos o total de R$ 52 milhões em produtos e serviços.

Além dos valores pagos pelas compras na região, a Alcoa contribui com o fortalecimento do empresariado local por meio do apoio ao programa Rede de Desenvolvimento de Fornecedores, da Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa).

A iniciativa visa garantir boas práticas de gestão de negócios e estimular a adequação das empresas aos padrões socioambientais de segurança e saúde, contribuindo para a otimização e qualidade dos serviços prestados não só para a mineradora.

A meta é a ampliação de oportunidades para esses fornecedores.

Fonte: Alcoa Juruti

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

3 Comentários em: Em 2012, Alcoa comprou R$ 148 milhões no PA

  • Energia elétrica tá pela hora da morte.

  • A Alcoa poderia dizer neste blog quanto especificamente comprou em Juruti, bem como deveria dizer ao povo jurutiense quantas pessoas de Juruti mantêm empregadas no projeto, pois o maior impacto negativo está no municíoio de Juruti: crescimento da violência, prostituição, desemprego, invasões, grilagem de terra, aumento vertiginoso da população, aumento de bairros periféricos, desmatamento etc

  • Se é esse o valor que investiu aqui, então mais de um bilhão foram gastos lá fora!… Esse valor é uma ninharia para o tamanho do estrago ambiental e social causado pela empresa na regiao!
    O que significa 148 milhoes para atender as demandas crescentes e frente ao montante superior a 1,4 bi já faturado pela empresa com o minério extraído e nunca mais voltará para a regiao?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *