Instituto Histórico do Tapajós decide reeleger Terezinha Amorim à presidência da entidade, Wildson, Terezinha e Sidney Canto

Wildson, Terezinha e Sidney Cantos, integrantes do IGHTap

Membros do IHGTap (Instituto Histórico e Geográfico do Tapajós) realizam na próxima sexta-feira, 23, assembleia geral para escolha de sua nova diretoria.

A historiadora Terezinha Amorim será reconduzida ao cargo, encabeçando a única chapa inscrita no certame.

Segundo o presidente da comissão eleitoral, jornalista Jota Ninos (atual vice-presidente da entidade), a votação será por aclamação. Ele e os outros dois membros, Lila Bemerguy e Sidnei Rocha conduzirão a assembleia, que terá, também, a prestação de contas da atual diretoria.

“Apesar de ser chapa única é importante que todos os associados quites compareçam e votem na sexta-feira”, alerta Ninos.

CANHÕES DE VOLTA À FORTALEZA

A atual gestão será encerrada com “chave de ouro”, ou melhor, “canhões de ferro”. É que em parceria com a Prefeitura de Santarém, através da Secretaria de Cultura, será inaugurado um novo monumento histórico na praça do Mirante do Tapajós.

Canhões de ferro que foram trazidos pelos portugueses no século XIX, para serem instalados na Fortaleza do Tapajós (onde hoje funciona o colégio Frei Ambrósio), ganharam um pedestal próprio e sairão dos lugares onde se encontram hoje, no Aeroporto de Santarém e no campus Tapajós, da Ufopa (Universidade Federal do Oeste do Pará.

“A direção da universidade e do Infraero foram fundamentais para concretizar este antigo sonho de historiadores”, diz Terezinha Amorim, autora do projeto que foi abraçado pelo prefeito Nélio Aguiar e pelo secretário de Cultura, Luiz Alberto Pixica.

NOVA CHAPA

Após a assembleia e eleição, os membros do IHGTap subirão as escadarias do Mirante para inaugurar a obra com o prefeito, e em seguida acontecerá a posse da nova diretoria, bem como dos novos membros do IHGTap, eleitos em dezembro.

O instituto foi fundado em 2012 e teve como primeiro presidente o padre Sidney Canto, que passou o cargo para Terezinha em 2015.

A chapa encabeçada pela historiadora, homenageia, mais uma vez o patrono do IHGTap, o memorialista e escritor Paulo Rodrigues do Santos. Além de Terezinha, farão parte da nova diretoria o escritor alenquerense Wildson Queiroz, como vice presidente, a historiadora Cláudia Laurido como 1a. secretária e o padre Sidney Canto, como 2o. secretário.

O ator, diretor de teatro e professor de história Alenilson Ribeiro será o 1o. Tesoureiro e o geólogo Jubal Cabral, o 2o. tesoureiro.

O conselho fiscal será formado pelo pesquisador Cristóvam Sena, pelo advogado Zé Ronaldo Campos e pelo atual vice-reitor da Ufopa, Anselmo Colares. Seus suplentes serão o jornalista Oti Santos, o pesquisador Jackson Rêgo e o músico Eduardo Dias.

NOVATOS

Em dezembro de 2017, 10 novos sócios efetivos e 02 correspondentes foram eleitos.

O IHGTap tem 60 vagas para sócios efetivos (que moram na região oeste do Pará) e 40 para sócios correspondentes (que moram fora dela).

Os sócios que serão empossados com a nova diretoria nesta sexta-feira) são:

EFETIVOS

— Ádrio Denner Santos de Sousa, músico e videomaker;

— Cinthia dos Santos Moreira Bispo, arqueóloga;

— Diego Marinho de Gois, historiador;

— Eduardo Maurício Silva Fonseca, advogado e poeta;

— Giovanna Litz Carneiro do Valle, advogada;

— Jainara Gomes da Silva, professora de História;

— Márcio Júnior Benassuly Barros, geógrafo;

— Raphael Lukas Ferreira Ribeiro, jornalista;

— Ubirajara Bentes de Souza Filho, advogado;

— Wilverson Rodrigo Silva de Melo, historiador.

SÓCIOS CORRESPONDENTES

— Maria Franssinete de Souza Florenzano, jornalista e advogada, que mora em Belém;

— Hiram Reis e Silva, coronel da reserva, canoísta e pesquisador de história que mora em no Rio Grande do Sul.

Com informações do IGHTap

Leia também:
Holofotes em 6 VIPs. Nelson, Marcelino, Kedson, Sidney, Osmar e Marcela

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *