Governo Bolsonoro vai fechar superintendências do Incra; Pará tem 3, Incra - maniestação
Prédio da SR-30, em Santarém

A ministra da Agricultura, Tereza Cristina, quer diminuir o número de superintendências do Incra, informa o site da Veja nesta quarta-feira.

Atualmente são 30 e o governo quer apenas uma por estado. Pretende também  demitir 213 ocupantes dos 712 cargos e funções de confiança no Incra.

As demissões estão previstas em portaria publicada no Diário Oficial, no final de fevereiro.

Das 30 superintendências, 3 estão no Pará, estado campeão em conflitos agrários — uma delas em Santarém, a SR-30.

As outras duas são a SR-01, em Belém, e SR-27, em Marabá.

Serão editados uma medida provisória e um decreto com a nova estrutura, já com a redução de 30% dos cargos de confiança. O Incra possui 4,3 mil funcionários.

MAPA DAS SRs

incra

Com informações da Veja e da redação do blog

Leia também:
Incra entrega 300 barracas e 420 títulos provisórios de terra no oeste do Pará

  • 686
    Shares

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

5 Comentários em: Governo Bolsonaro vai fechar superintendências do Incra; Pará tem 3

  • Fazem arminha com a mão funcionários do Incra que passa kkkkk.

  • Exato.
    Estão voltando o que era , ou seja: Executória (escritório local).

  • Bolsonaro privilegia os latifúndios, danosos ao meio ambiente. E massacra o pequeno produtor rural. Será que os conflitos agrários serão resolvidos com armas? Essa ministra sulista não tem noção do tamanho de sua burrice. Acabar com este monte de cargos concordo, mas penalizar uma instituição que bem gerida é útil ao homem do campo. Não concordo. Afinal ministro tem tanto poder assim.?

  • Com (03) três superintendências no estado do para , o para é campeão em conflitos agrários , me desculpem os contra o fechamento , mas tem mais é que fechar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *