Chefe de Divisão da Semed é condenado pela Justiça por crime de peculato, semed - santarém

Anselmo Lima trabalha atualmente na Semed

Um ocupante de cargo de confiança (chefe de divisão) da Semed (Secretaria Municipal de Educação) em Santarém acaba de ser condenado pela Justiça Federal por peculato – crime de apropriação, por parte do funcionário público, de dinheiro em proveito próprio.

A sentença foi proferida ontem, 12, pelo juiz Érico Pinheiro, da 2ª vara federal.

Ex-funcionário terceirizado da Caixa Econômica Federal, Anderson José Silva de Lima foi condenado a 3 anos, 1 mês e 15 dias de prisão, além de 189 dias-multa – cada dia multa equivale a 1/30 do salário-mínimo vigente à época dos fatos.

Como se trata de réu primário e com bons antecedentes, o juiz substituiu a pena de reclusão de Anderson por prestação de serviços à comunidade e pagamento de 10 salários mínimos.

“Os motivos não chegam a ser graves a ponto de ensejar a exacerbação da sanção penal”, explicou na sentença o magistrado.

“A culpabilidade é normal à espécie. As circunstâncias devem ser valoradas negativamente, pois o réu utilizou a matrícula de colega de trabalho para viabilizar as subtrações [em dinheiro], a fim de ocultar sua conduta e atribuir a responsabilidade pelo ilícito a outrem”.

Anderson Lima é acusado pelo MPF (Ministério Público Federal), autor da ação penal, de ter furtado valores de contas bancárias de clientes da Caixa Econômica Federal em Santarém em março de 2015.

Ele teria feito 7 saques, de diferentes contas, entre os dias 10 e 16 de março daquele ano. Saques com valores que variavam de R$ 500 a R$ 1.500, feitos em caixas eletrônicos de padarias e supermercados da cidade.

O juiz federal enquadrou Anderson Lima artigo 312, § 1º do Código Penal (peculato), “por sete vezes, em continuidade delitiva”.

A sentença tem 10 páginas. O réu pode recorrer à segunda instância (TRF1).

Anderson Lima é servidor contratado da Semed desde agosto do ano passado. Ocupa o cargo de Chefe de Divisão.

Ele é o responsável pelo PDDE (Programa Dinheiro Direto na Escola) na secretaria.

OUTRO LADO

O portal Jeso Carneiro entrou em contato com a Semed, para se manifestar sobre o caso, mas até o fechamento da matéria não obteve retorno.

Neste link, a íntegra da sentença.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

7 Comentários em: Chefe de Divisão da Semed é condenado pela Justiça por crime de peculato

  • Uma vergonha para a Classe Contábil!

  • ele não é essa pessoa ele e inocente a justiça de Deus ainda ta por Vim

  • tão querendo o lugar dele na semed e agora tão fazendo jogo sujo..nunca qe o Anderson seria capaz de fazer isso.. Gente maldosa, teriam qe ter vergonha na cara isso sim..

  • Depois de cobrar R$ 70,00 pra passar os alunos da UNIP, isso não surpreende.

  • Acho que e muito fácil falar mal dos outros eu conheço esse rapaz a muito tempo e trabalhei com ele e sei quanto e honesto e justo e esse menino e nao se venderia por 70 reais pois ele sempre foi justo e tbm nao e vergonha pra classe de contábil pois e um excelente profissional

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *