Infarto fulminante mata o cantor santareno Ray Brito aos 67 anos, Ray brito
Ray Brito estava com 67 anos

Morreu, por volta das 22h30 de ontem (20), o cantor e compositor Ray Brito. Um infarto fulminante o matou “a caminho do hospital”, segundo informou ao blog Sandra Brito, irmã do artista.

Ele tinha 67 anos.

Intérprete consagrado de Roberto Carlos, Ray Brito nasceu em Santarém, onde morava no bairro Alvorada. Era divorciado e deixa órfão 7 filhos.

Raimundo Brito era o único homem de uma família de 3 irmãos. Suas duas irmãs são Sandra e Celeste.

Começou a carreira como cantor em bandas locais, entre as quais a extinta Os Hippies, na década de 1970. Ganhou fama, além das interpretações de Roberto Carlos, cantando músicas do maestro Wilson Isoca Fonseca.

O corpo de Ray Brito está sendo velado na igreja de Nossa Senhora da Conceição, centro de Santarém.

IMORTAL

No ano passado, a Academia de Letras e Artes de Santarém (Alas) “imortalizou” o cantor ao empossá-lo na cadeira de número 33, no lugar do escritor Éfrem Galvão. Em 2012, no Iate Clube, gravou o seu primeiro DVD, ao vivo, só com interpretações de músicas de Roberto Carlos.

Confira neste link os 40 imortais da academia.

Uma de suas marcas registradas, quando com amigos em conhecidos em bate papo, era soltar o bordão: “Lá vem o cara querer estragar”.

Cantor Ray Brito
Ray Brito era divorciado. Iniciou a carreira como cantor em bandas de Santarém

REPERCUSSÃO

Jorge Carlos, radialista:

“Ray Brito cantou as nossas belezas naturais em “Canção da Minha Saudade”, cantou o hino da padroeira do povo católico. Mas gostava mesmo de cantar o rei Roberto Carlos. Gostava de dizer: ‘Lá vem o cara estragar’. O coração parou, a voz emudeceu. A morte veio estragar nosso fim de ano”.

Dayan Serique, vereador e pedagogo:

“Silencia-se a Voz do Rey, isso mesmo, Ray Brito, por vezes, interpretou o Baile do Rei, onde cantava músicas de Roberto carlos e era um grande sucesso. Sua trajetória vai de compositor à intérprete, que somado à parceira com Os Hippies, embalou muitos bailes e festas em Santarém. Com mais de 200 composições, Ray Brito me marcou com a música Amor tão forte, que ouvia inúmeras vezes pela Rádio Rural. Vai em paz, Ray Brito”.

Ray Monteiro, cantor:

“Meu querido amigo, Ray Brito, ainda estou sem poder acreditar na tua partida. Uso dois bordões seus: ‘Lá vem o cara querer estragar, ‘Num é que te digo’. Seus amigos vão entender. Parece que eu estava me despedindo de você quando, quarta-feira, passei na tua casa, rimos, brincamos, tivemos um longo papo e você fez eu voltar do portão, para bater 3 fotos minha. Foram suas últimas. Sei que já deves estar junto a Jesus, no paraíso eterno. Digo a mesma coisa que te disse ao me despedir de ti, ao sair da tua casa: ‘Depois a gente se encontra por aí’.”

Vicente Fonseca, desembargador, músico e compositor:

“A arte e a cultura santarena perdem um ícone da nossa música. Ray Brito era cantor e compositor. Integrou o conjunto musical Os Hippies, dirigido por Odilson Matos, por muito anos. Participou do 1º Festival de Música Popular do Baixo Amazonas, realizado em Santarém (1970); da famosa Semana de Santarém, no Theatro da Paz, em Belém (1972), e gravou diversos discos, inclusive músicas de meu avô, José Agostinho da Fonseca, de meu pai Wilson Fonseca e minhas. Estou compondo a música Elegia para Ray Brito, com letra de Renato Sussuarana, em homenagem ao pranteado amigo e confrade da Academia de Letras e Artes de Santarém (ALAS)”.

Ray Brito e a cantora Cristina Caetano
Ray Brito e a cantora Cristina Caetano

Nélio Aguiar, prefeito de Santarém:

“Lamento profundamente o brusco falecimento do cantor, compositor, ator e membro da Academia de Letras e Artes de Santarém Ray Brito. O nosso reconhecimento e a nossa gratidão por elevar o nome de Santarém através do seu talento e da sua paixão pela música. O seu trabalho ficará marcado para sempre nas nossas mentes e nos nossos corações, onde fomos brindados com belíssimas composições como Canção da Minha Saudade. Meus sentimentos a toda a família enlutada.”

Cristina Caetano, cantora:

“Acho triste que a vida dele tenha se esvaído assim tão bruscamente. Ele tinha muito planos e corria atrás, do jeito dele. Uma voz firme, bela e super afinada. Mais bonita que a do ídolo dele, Roberto Carlos. A última vez que o vi pessoalmente foi no aniversário de Santarém, quando me convidou para participar de um DVD que ia gravar. E a última vez em que o vi nas redes foi num clip no Facebook, cantando Imagine, onde fiz um comentário. Que descanse em paz! Pra mim, fica a lembrança de uma pessoa gentil, tranquilo e a de um artista incansável pela sua arte. Um cantor de voz firme, bela e afinada.”

OUÇA RAY BRITO

“Um lugarzinho pra você”. Letra e música de Wilson Fonseca (1936). Gravação ao vivo durante a missa de corpo presente de Wilson Fonseca (2002), na igreja de N.S. da Conceição. Ao piano, maestro Tinho Fonseca.

“Amor tão forte”, de Ray Brito e Jone.

Leia também:
Santarém ganha o maior mural de arte urbana do Baixo Amazonas

  • 673
    Shares

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

4 Comentários em: Infarto fulminante mata o cantor santareno Ray Brito, aos 67 anos

  • Como membro da Academia de Letras e Artes de Santarém (ALAS), em meu nome e da minha família, lamento profundamente o falecimento do digno confrade Ray Brito, um dos maiores intérpretes da Música Popular Brasileira.
    Tive a felicidade de participar efetivamente de uma grande homenagem justa, merecida ao Ray Brito. Quanto foi eleito como membro vitalício da ALAS eu estava presidente da entidade e tive a honra de empossá-lo como imortal de nossa Academia, como demonstração de reconhecimento como um dos ícones da cultura musical Tapajônica e brasileira. Ray Brito foi eleito para a cadeira numero 33, que tem como patrono o poeta Rui Paranatinga Barata. O cantor estava com 66 anos de idade, 18 CDs e três LPs gravados e mais de 40 anos dedicados à atividade musical.
    Junto-me aos parentes e amigos para compartilhar o nosso profundo pesar, na certeza de que Ray :Brito já está na gloria de Deus.

  • A música Santarena está de luto, parte para junto do Pai um dos maiores intérpretes da música de Roberto Carlos, Ray Brito, lembro muito bem quando da minha adolescência em terras Santarenas. Descanse em paz Ray Brito, agora você estará cantando e encantando no Reino da Glória. Saudades eternas 🙏

  • Ray fez o caminho de volta e, para onde também iremos um dia; deixando entre nós boas recordações dos tempos em que, embalados por sua marcante voz e pelos acordes dos “Hippies”, muitas paqueras, namoros e beijos marcaram épocas no Clube Recreativo, de nossa “Pérola do Tapajós”, nos anos 70. Descanse em Paz o seu coração e de seus familiares, pois ele lutou o bom combate.

  • Inacreditável. Ontem ele estava vivíssimo e de repente partiu … Ele era um artista, excelente cantor , grande figura humana .Encantava a todos nas festas em casa; todos os convidados faziam questão de comprar o CD dele, PELO TALENTO e QUALIDADE , ele ficava com aquele jeitão dele maroto , charmosão …feliz da vida !! Agora se foi …Que Deus o tenha na Pátria Celestial e console seus familiares parentes amigos e fãs. SAUDADES …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *